Siga nossa Redes
xvideos4.pro julia jerez de garcia salinas.
ngentot pagkantot sa magandang kapitbahay.
www.hotdesimovs.com blowjobs and pussy play.

Política

Por ordem do STF, Twitter bloqueia duas contas do blogueiro bolsonarista Allan dos Santos

Publicado

em

Por ordem do STF, Twitter bloqueia duas contas do blogueiro bolsonarista Allan dos Santos

Ele é investigado em inquéritos no Supremo Tribunal Federal que apuram disseminação de fake news, ameaças a autoridades e atuação de uma milícia digital que ataca as instituições.

Por ordem do ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal (STF), o Twitter bloqueou nesta sexta-feira (8) duas contas do blogueiro bolsonarista Allan dos Santos.

Uma das contas é pessoal e outra do canal que ele mantém nas redes sociais, o Terça Livre, de apoio ao presidente Jair Bolsonaro.

“O Twitter bloqueou as contas para atender a uma ordem judicial proveniente do Supremo Tribunal Federal (STF)”, informou o Twitter à TV Globo.

Allan dos Santos é investigado em dois inquéritos no Supremo Tribunal Federal que apuram disseminação de fake news, ameaças a autoridades e atuação de uma milícia digital que ataca as instituições.

MPF denuncia Allan dos Santos por ataques a Barroso; canais usam estratégia de Trump, diz PF

MPF denuncia Allan dos Santos por ataques a Barroso; canais usam estratégia de Trump, diz PF

As contas foram bloqueadas dias depois de o jornal “Folha de S.Paulo” ter revelado que Allan dos Santos tinha como informante uma estagiária do gabinete do ministro Ricardo Lewandowski.

Mas, segundo a TV Globo apurou, o bloqueio das contas do blogueiro não tem relação com o caso da ex-estagiária.

Nesse caso, o jornal teve acesso a mensagens obtidas pela Polícia Federal que indicam a atuação, entre 2018 e 2020, da então estagiária Tatiana Bressan como informante do blogueiro bolsonarista.

Na última quinta-feira (7), por determinação do ministro Alexandre de Moraes, Tatiana Bressan prestou depoimento à Polícia Federal e negou que fosse informante do blogueiro.

.
.
.
G1

mais lidas