A Polícia Civil interrompeu uma festa com 130 pessoas no bairro Parque Cocaia, região do Grajaú, Zona Sul de São Paulo, na noite de sábado (3). Pelo menos um terço dos participantes da festa não usavam máscara e nem mantinham o distanciamento social, de acordo com a polícia.

O estabelecimento foi autuado pela Vigilância Sanitária e os responsáveis pela festa foram levados para o Departamento de Polícia de Proteção à Cidadania (DPCC).

Uma das testemunhas conduzida para o DPPC tinha um mandado de prisão civil da 3 Vara da Família e Sucessões do Foro Regional de Santo Amaro por não pagar pensão alimentícia. Ele foi preso.

O estado de São Paulo está desde o dia 15 na fase emergencial da quarentena, em que apenas serviços essenciais podem funcionar.

Bingo na Zona Sul de São Paulo foi fechado pela polícia na noite de sábado (3) — Foto: Divulgação

Bingo na Zona Sul de São Paulo foi fechado pela polícia na noite de sábado (3) — Foto: Divulgação

Bingos

 

Pelo menos dois bingos também foram interrompidos pela polícia na noite de sábado (3) e madrugada do domingo (4).

Um deles estava localizado na Rua Gravi, 24, Vila da Saúde. Sessenta jogadores foram detidos e encaminhados para o 27º DP – Campo Belo. Todos os presentes foram autuados por crime contra saúde pública e jogos de azar.

O outro bingo se localizava na Av. Jurucê, 994, Indianópolis.

Largo do Arouche

 

G1 recebeu uma denúncia de aglomeração no Largo do Arouche, na região central, na noite de sábado (3). Havia pessoas na praça com caixa de som e vendedores ambulantes vendendo bebida por volta das 22h. Moradores do entorno ligaram para o Disque Denúncia e para a Guarda Civil Municipal.

Depois, os moradores iniciaram um panelaço com gritos de “Vai para casa”. A Polícia foi até o local por volta de 0h30, de acordo com uma moradora, mas a movimentação na rua não parou. O G1 procurou a Secretaria de Segurança Pública e, até a última atualização dessa reportagem, ainda não havia recebido resposta.

No fim de semana passado, a GCM recebeu mais de 100 denúncias de descumprimento de medidas restritivas – a maior parte referente a festas clandestinas, perturbação de sossego e funcionamento irregular de estabelecimentos comerciais.

Os casos se repetiram neste final de semana. Uma festa clandestina com cerca de 100 pessoas foi interrompida na Zona Leste de São Paulo, na noite desta sexta-feira (2). A maioria dos participantes do evento era jovem e não usava máscara, de acordo com boletim de ocorrência.

.

.

.

Fonte: G1 – Globo.