Siga nossa Redes
xvideos4.pro julia jerez de garcia salinas.
ngentot pagkantot sa magandang kapitbahay.
www.hotdesimovs.com blowjobs and pussy play.

Dia a Dia

Pista central da Marginal do Tietê deve ser liberada para o tráfego de veículos de dois a dez dias, diz governo de SP

Publicado

em

Governo enviou 300 servidores para ajudar em buscas no Amazonas

Concessionária Acciona fará avaliação no trabalho de concretagem iniciado na madrugada desta quarta (2) para saber se há necessidade de colocação de estacas para deter a erosão do solo. Se não houver estaqueamento, pista central deve ser liberada na sexta-feira (4), do contrário, liberação deve acontecer apenas em 11 de fevereiro.

O governo de São Paulo disse nessa quarta-feira (2) que espera liberar a pista central da Marginal do Tietê entre dois e dez dias, dependendo do resultado da contenção da erosão da cratera formada na via, após acidente no canteiro de obras da Linha-6 Laranja na terça (1).

A contenção da erosão foi iniciada na madrugada desta quarta (2) pela concessionário Acciona, responsável pela obra do metrô, e deve usar mais de mil caminhões de concreto e argamassa para estabilizar o terreno.

Segundo o secretário de Transportes Metropolitanos do Estado, Paulo José Galli, o grupo de trabalho criado pela gestão estadual vai fazer uma avaliação durante o período da tarde para saber como serão os trabalhos de reforma no asfalto da Marginal. Se não houver estaqueamento, a pista central deve ser liberada na sexta-feira (4), do contrário, liberação deve acontecer apenas em 11 de fevereiro

“Dentro da nossa reunião, a concessionária trouxe como uma das soluções para responder e liberar rapidamente a pista central da Marginal Tietê, dois cenários: o primeiro é prevendo a colocação de estacas para a contenção da pista. Dependendo dessa solução, nós levaríamos até dia 11 e entregaríamos essa pista central para o tráfego normal”, afirmou Galli.

“Mas dependendo do desempenho que se tiver, o trabalho que tá sendo feito pela Acciona de tapar aquela vala que estava aberta, hoje à tarde eles vão posicionar, talvez não precise desse estaqueamento, aí nós teríamos um prazo mais rápido pra entrega da estrada, dessa pista central, em 2, 3 dias no máximo a gente estaria liberando”, completou.

Começa o trabalho de concretagem para conter cratera na Marginal Tietê

Começa o trabalho de concretagem para conter cratera na Marginal Tietê

O estaqueamento é a colocação de linhas de estacas para conter erosões e evitar novos desbarrancamentos. É uma técnica muito utilizada na construção civil em áreas de risco, leitos de córregos e estradas que passam por morros ou montanhas.

Segundo o secretário, na Marginal do Tietê o estaqueamento tem o objetivo de dar segurança na pista e retomar o tráfego de veículos no trecho. A sugestão já havia sido feita pelo prefeito Ricardo Nunes (MDB), que esteve no local do acidente na noite de terça (1).

“Se não houver necessidade de estacamento, a pista central deve ser liberada na sexta-feira (4). Se houver, a previsão de entrega é em 11 de fevereiro”, disse o prefeito.

Por causa do acidente na obra da Linha 6-Laranja, duas pistas da Marginal do Tietê estão interditadas para o tráfego de veículos no sentido Ayrton Senna, na altura da obra. .

O trânsito represado da pista local interditada está sendo desviado para as pistas central e expressa. Já os veículos que estão na pista local estão sendo direcionados para o corredor da Av. Ermano Marchetti / Marquês de São Vicente, e retornam para a Marginal na altura da Praça Pedro Corazza.

Interdições e desvios na Marginal do Tietê e a proposta de rota alternativa feita pela Prefeitura de São Paulo nesta quarta (2). — Foto: Reprodução/TV Globo

Interdições e desvios na Marginal do Tietê e a proposta de rota alternativa feita pela Prefeitura de São Paulo nesta quarta (2). — Foto: Reprodução/TV Globo

O prefeito Ricardo Nunes publicou no Diário Oficial desta quarta (2) um decreto criando uma rota alternativa na Marginal pelas ruas Cenno Sbrighi e Aquinos, abrindo uma via provisória em terrenos públicos e privados na continuação dela.

O decreto do prefeito fala em criação da rota alternativa em caráter de emergência, mas não esclarece a data exata de implantação. A Prefeitura de SP fala extra oficialmente em criar a rota alternativa em até dois dias, porque é preciso autorização de donos de alguns galpões que estão em áreas privadas, para construir a nova rota.

“O pessoal da obra está conversando com o proprietário [do terreno particular] para ver essa viabilização. [Ele] sinalizou de forma positiva, até em função do problema que tá acontecendo aí. Essa avaliação técnica depende de como vai decorrer as atividades de recuperação do trecho da Marginal”, declarou o diretor de operações da CET, Hemilton Inouye, ao Bom Dia SP nesta quarta (2).

Concretagem iniciada

 

Mais de mil viagens de caminhões de concreto devem ser utilizados nos trabalhos de concretagem da cratera que se abriu na Marginal do Tietê, na Zona Norte de São Paulo, segundo informações do presidente da Concreserv, empresa que participa do reparo da obra nesta quarta-feira (2).

A cratera e o túnel de ventilação estão sendo concretados para dar mais sustentação e evitar novos deslizamentos na pista da Marginal Tietê, além de apoiar a tubulação de esgoto rompida para poder efetuar os reparos. O esgoto de 9 bairros que passava pela tubulação rompida foi transferido para outra rede coletora paralela na noite de quarta-feira.

O reparo da tubulação ainda não tem prazo para começar, pois será necessário aguardar o término da concretagem e retirada da água que vazou, e que será feita pelo poço da obra do Metrô que fica do lado contrário da marginal.

Veja, por vários ângulos, aumento da cratera perto da pista da Marginal Tietê

Veja, por vários ângulos, aumento da cratera perto da pista da Marginal Tietê

De acordo com o Paulo José Galli, secretário dos Transportes Metropolitanos, serão injetados 5 mil cúbicos de argamassa com concreto.

“Vai ser colocado [argamassa com concreto] para substituir a terra que tinha e foi solapada. Posteriormente, vão ser colocadas também algumas estacas ao longo da marginal para poder sustentar todo o terreno que está lá”, disse.

 

Esgoto precisa ser desviado para estabilização da Marginal Tietê, diz secretário

Esgoto precisa ser desviado para estabilização da Marginal Tietê, diz secretário

Início dos trabalhos

 

A concretagem do mega buraco começou já na madrugada e cerca de 120 caminhões da empresa estão se revezando para transportar cerca de 20 mil toneladas de concreto de sete usinas da Concreserv até o local do acidente, disse Fábio Novaes, presidente da empresa.

“Tivemos que suspender o atendimento de outros clientes para atender aqui emergencialmente, para não desmoronar ainda mais a pista. Vai dar entre oito e 10 mil metros de concreto, que corresponde a cerca de 1.000 a 1.200 viagens de [caminhões] de concreto para poder conter o desmoronamento. Essa estimativa é mínima, isso se o desmoronamento não estiver dentro do túnel”, afirmou.

Concreserv diz que mais de mil caminhões de concreto serão usados no reparo da cratera em SP

Concreserv diz que mais de mil caminhões de concreto serão usados no reparo da cratera em SP

“É necessário no mínimo 20 mil toneladas de concreto. Estamos com sete bombas de concreto bombeando a obra ininterruptamente, carregando de sete usinas de concreto”, completou Novaes

Na manhã desta quarta-feira (2), caminhões de pedras também foram registrados na região transportando pedras que serão usadas para a estabilização do buraco. As pedras estão sendo jogadas dentro do buraco, junto com a argamassa.

Cratera da Marginal Tietê é concretada para evitar risco de novas erosões após desmoronamento em obra do Metrô nesta terça (1) — Foto: Reprodução TV Globo

Cratera da Marginal Tietê é concretada para evitar risco de novas erosões após desmoronamento em obra do Metrô nesta terça (1) — Foto: Reprodução TV Globo

Esgoto da região central

 

O secretário de Transportes afirmou que no momento a prioridade é liberar a pista central da Marginal Tietê, que deve ocorrer em um prazo de até 10 dias. Ele também disse que o esgoto que vazou no poço de ventilação e na cratera será retirado pelo outro fosso localizado no sentido Castello Branco da marginal, já que a água alagou todo o túnel, que interliga os dois pontos.

“As rochas são colocadas no fosso de ventilação para dar estabilidade ao sistema todo e uma vez dando estabilidade nós vamos fazer a remoção do esgoto através do fosso do outro lado da Marginal Tietê”, explicou Galli.

O tatuzão que estava no túnel no momento do desmoronamento foi danificado e novas peças serão compradas para reformá-lo.

Segundo Galli, os custos extras com o solapamento, como os gastos com rochas e concreto, serão pagos pela Acciona, pois já estão inclusos nos riscos de engenharia. O valor de concessão do contrato não vai aumentar.

Caminhões carregando pedras que foram utilizadas para preencher cratera formada na Marginal Tietê — Foto: Reprodução/TV Globo

Caminhões carregando pedras que foram utilizadas para preencher cratera formada na Marginal Tietê — Foto: Reprodução/TV Globo

Rodízio suspenso

 

rodízio municipal de veículos ficará suspenso na cidade de São Paulo até sexta-feira (4) por causa do acidente na obra da Linha 6-Laranja do Metrô na pista local da Marginal Tietê, na Freguesia do Ó, Zona Norte, segundo anúncio da Prefeitura de SP nesta quarta (2).

Pela manhã, a Companhia de Engenharia de Tráfego (CET) informou que as pistas local e central da Marginal Tietê, sentido rodovia Ayrton Senna, continuam interditadas. A pista expressa foi liberada para o escoamento do tráfego.

Caminhão com pedras que serão despejadas no túnel da Linha 6- Laranja do Metrô para evitar risco de novas erosões na Marginal Tietê após desmoronamento  — Foto: Reprodução TV Globo

Caminhão com pedras que serão despejadas no túnel da Linha 6- Laranja do Metrô para evitar risco de novas erosões na Marginal Tietê após desmoronamento — Foto: Reprodução TV Globo

Segundo a empresa, o buraco criado pelo acidente na terça (1) parou de ceder e foi estabilizado durante a madrugada, quando trabalhadores da empresa concessionária da obra começaram a concretar a cratera e iniciaram os trabalhos de escoamento da água.

O Diário Oficial do Estado também publicou nesta quarta (2) a constituição do comitê criado pela Secretaria dos Transportes Metropolitanos, em conjunto com a Secretaria de Infraestrutura e Meio Ambiente, que irá apurar os fatos que geraram o acidente e responsabilidades relacionados ao episódio.

Caminhões carregando pedras que foram utilizadas para preencher cratera formada na Marginal Tietê — Foto: Reprodução/TV Globo

Caminhões carregando pedras que foram utilizadas para preencher cratera formada na Marginal Tietê — Foto: Reprodução/TV Globo

O Comitê, segundo o governo paulista, será integrado por profissionais com expertise nas áreas técnica, financeira, jurídica e de comunicação e vai, entre outras atribuições, também monitorar o cumprimento das providências necessárias para recuperação da área do acidente.

“O colegiado também contará com representantes de entidades da administração direta ou indireta do Estado de São Paulo, da Prefeitura Municipal de São Paulo e de Concessionárias de Serviços Públicos, para participar dos trabalhos, visando a adoção de medidas para a rápida normalização do tráfego local e da retomada das obras”, disse a secretaria de Transportes.

Obra de Metrô

 

Veja o momento do desmoronamento em obra do metrô na Marginal Tietê, em SP

Veja o momento do desmoronamento em obra do metrô na Marginal Tietê, em SP

Uma cratera se abriu na Marginal Tietê após o asfalto ter cedido ao lado da obra do Metrô da Linha 6-Laranja, na Marginal Tietê, na Freguesia do Ó, na Zona Norte de São Paulo, na manhã desta terça-feira (1º). Não houve feridos. Dois funcionários que tiveram contato com a água que jorrou do acidente foram socorridos pelos bombeiros.

O desmoronamento ocorreu por volta das 9h, antes da Ponte do Piqueri, no sentido Ayrton Senna, ao lado de um poço cavado construído entre as futuras estações Santa Marina e Freguesia do Ó, da Linha 6-Laranja.

Cratera se abre ao lado de obra do metrô e provoca caos no trânsito de São Paulo

Cratera se abre ao lado de obra do metrô e provoca caos no trânsito de São Paulo

Ao longo da terça-feira, a cratera aberta no acidente aumentou de tamanho e afetou três das quatro faixas da pista local da Marginal do Tietê.

De acordo com o secretário dos Transportes Metropolitanos, José Galli, o vazamento de uma galeria de esgoto causou o acidente.

Secretário diz que vazamento de esgoto causou cratera em obra do metrô de SP

Secretário diz que vazamento de esgoto causou cratera em obra do metrô de SP

Infográfico mostra onde foi o desabamento em obra do metrô de São Paulo — Foto: Editoria de arte/g1

Infográfico mostra onde foi o desabamento em obra do metrô de São Paulo — Foto: Editoria de arte/g1

.

 

.

 

.

 

G1

mais lidas