Siga nossa Redes
xvideos4.pro julia jerez de garcia salinas.
ngentot pagkantot sa magandang kapitbahay.
www.hotdesimovs.com blowjobs and pussy play.

Política

Para França, Alckmin vai se aproximar de quem “vive parecido com ele”

Publicado

em

Para França, Alckmin vai se aproximar de quem “vive parecido com ele”

Em visita a Catanduva, no final de semana, o governador não poupou o uso de figura de linguagem para criticar Alckmin

“O perfil dele, o jeito dele; a forma que ele vive vai aproximá-lo de quem vive mais ou menos parecido com ele..” Este é o trecho de uma frase do governador de São Paulo, Márcio França (PSB) ao se referir ao ex-governador Geraldo Alckmin (PSDB) sobre o apoio ao candidato ao governo, João Doria (PSDB).

França fez a declaração em entrevista a uma emissora de rádio de Catanduva, onde esteve no último sábado (21). França chegou a esperar pelo apoio de Alckmin. Na visita que fez a Catanduva, pela primeira vez, o atual governador fez criticas a Geraldo Alckmin, que é pré-candidato á presidência da República. Ele foi questionado sobre o apio de Alckmin a Doria, responde de forma irônica.

“Eu digo que o governador Alckmin, o perfil dele, o jeito dele; a forma que ele vive, vai aproxima-lo de quem vive mais ou menos parecido com ele. Não tem como você evitar isso…” afirmou França. Em outro trecho de sua fala, o governador tentou explicar sua frase, e acaba fazendo crítica velada a Doria.

“É como se você uma pessoa de, sei lá, vinte anos, e sua convivência, seus hábitos; o seu lazer, enfim, é com pessoas de vinte anos”, disse. Ao falar sobre o apoio de Alckmin ao seu adversário, Mário França disse que o PSDB, que na sua opinião estaria tentando fazer o ex-governador mudar de opinião. “Por mais que o PSDB tente colocar na cabeça dele (Alckmin), uma mudança de hábitos, a alma dele já decidiu.

Quando ele me convidou para ser candidato a vice-governador com ele, já sabendo que iria sair(candidato a presidente), queia me entregar o governo, ele tinha feito a decisão lá atrás”, afirmou. Para França, Alckmin mudou de posição depois de ter fechado com ele, na eleição passada.

“Você pode até, com o corpo, fazer um movimento, mas a alma faz um outro movimento, e a alma dele (Alckmin) já fez outro movimento de quando me escolheu,
e eu me sinto contemplado com isso. Mas, eu vou compreender os apertos que ele sofre de todo lado.”, disse o governador.

mais lidas