Siga nossa Redes
xvideos4.pro julia jerez de garcia salinas.
ngentot pagkantot sa magandang kapitbahay.
www.hotdesimovs.com blowjobs and pussy play.

Esportes

Palmeiras trabalha para dobrar número de sócios-torcedores com programa “além da arena”

Publicado

em

Palmeiras trabalha para dobrar número de sócios-torcedores com programa "além da arena"

Clube tem 35 mil sócios em dia no Avanti e sonha chegar aos 70 mil com plano de R$ 9,99

A receita do Avanti foi a segunda mais impactada pela pandemia do novo coronavírus no Palmeiras em 2020. Com uma queda de 51%, o programa de sócio-torcedor do Verdão foi de R$ 46 milhões arrecadados em 2019 para apenas R$ 22,5 milhões no ano passado.

O fato de o Allianz Parque estar com portões fechados há mais de um ano tem grande influência neste resultado negativo – as receitas com bilheteria, também, caíram 86% no mesmo período, de acordo com o balanço do clube.

Ainda sem a previsão de retorno do público aos estádios, o Palmeiras tem buscado formas de retomar o crescimento do seu programa de sócio-torcedor, que hoje conta com pouco mais de 35 mil inscritos com pagamentos em dia. A ideia é dobrar o número e transformar o Avanti em algo que vai além do Allianz.

Uma das saídas foi criar o plano verde, o mais barato do programa, ao custo de R$ 9,99 por mês. Nele não há desconto em ingressos para a arena, mas conta com acesso a conteúdos exclusivos, como a revista do clube e a TV Palmeiras Plus, além de descontos em produtos do Verdão.

– Com a pandemia, o que a gente vê cada vez mais é que as arenas são representativas, mas são finitas. Você precisa trabalhar os programas de sócio-torcedor e estamos fazendo isso, precisa trabalhar para todo o contingente de torcedores espalhados pelo Brasil e pelo mundo. O Avanti foi inicialmente criado para premiar a assiduidade do torcedor. Criamos agora o plano verde para ser o mais acessível, por R$ 9,99. Não tem desconto no estádio, entra em uma última pré-venda, mas tem por objetivo de ser o plano de todo palmeirense – disse Roberto Trinas, diretor de marketing do Palmeiras, ao ge.

– Em qualquer lugar do país o sócio vai ter, pagando R$ 9,99 por mês, benefícios e retornos de desconto na Palmeiras Store, frete grátis, desconto em farmácias e supermercado, podendo indicar parceiros na sua cidade. Hoje tem uma gama de produtos que o verde é um plano ideal, no nosso entendimento, para fortalecer o clube e o associado ter um benefício direto e outras vantagens – acrescentou.

O Palmeiras terminou 2020 com o menor número de sócios-torcedores adimplentes desde 2014. Após chegar ao pico em 2015, o programa vinha tendo uma pequena queda, mas se mantinha com uma base média acima de 70 mil inscritos com pagamentos em dia até 2018. Com os resultados abaixo do esperado do time em 2019, a média caiu aos 63 mil.

Confira a média anual de sócios adimplentes no Avanti:

  • 2013: 21,3 mil;
  • 2014: 35,6 mil;
  • 2015: 81,9 mil;
  • 2016: 76,3 mil;
  • 2017: 73,6 mil;
  • 2018: 71,8 mil;
  • 2019: 63,9 mil;
  • 2020: 37,7 mil.

 

Palmeiras joga há mais de um ano sem público - último jogo no estádio foi contra o Santos, semana passada

Palmeiras joga há mais de um ano sem público – último jogo no estádio foi contra o Santos, semana passada

Em 2015, ano de maior sucesso do Avanti, o clube celebrou ter passado dos 100 mil inscritos no programa, mas de acordo com a diretoria a base adimplente nunca passou este número de fato – os valores citados acima são uma média de cada temporada.

Como parte do projeto de retomar o crescimento do Avanti, o Verdão colocou em seu site oficial um contador em tempo real com sócios adimplentes e vê na medida um incentivo para que mais palmeirenses entrem no programa.

Os que já eram inscritos e continuaram pagando em dia durante a pandemia receberam créditos para compra de produtos e terão direito a ingressos quando os jogos voltarem a ter torcida.

Ainda que a dúvida continue sobre a data para volta de público aos estádios, o clube entende ser possível se reaproximar da casa dos 70 mil sócios até o fim de 2021.

– Este seria o número para voltar ao patamar entre 2016 e 2018. Difícil estabelecer porque não temos manifestação sobre a volta de público ao estádio, que ainda é a principal alavanca do programa. O desejo é que a gente tivesse, principalmente pelo plano verde, desenhado para o torcedor que frequenta ou vai muito além do estádio, que crescesse o programa no plano mais acessível e chegar aos 70 mil ainda neste ano – continuou Trinas.

Verdão quer voltar a ter 70 mil sócios adimplentes no Avanti — Foto: Marcos Ribolli

Verdão quer voltar a ter 70 mil sócios adimplentes no Avanti — Foto: Marcos Ribolli

Para incentivar novas matrículas, a adesão anual do plano verde gera um desconto de R$ 40, equivalente a quatro mensalidades. Há, ainda, parcerias para adquirir por valores mais baratos uma linha da “Alô, Verdão”, rede de telefonia do clube, além de bolsas em cursos da Faculdade das Américas, patrocinadora do clube.

– A atividade fim do Palmeiras é o futebol. A proposta do Avanti continua sendo essa, investir no fortalecimento da equipe. A principal comprovação é o torcedor perceber que nos últimos anos, desde a inauguração da arena, com o Avanti sólido como fonte de receita, o Palmeiras se mantém há alguns anos como protagonista, disputando todas as competições simultaneamente. O torcedor, vendo o trabalho feito para manter o protagonismo, com os meninos da base, é a garantia que o investimento é bem feito e canalizado no futebol. É um mantra que se mantém, e o torcedor pode ter a certeza pelo que vê nos últimos anos – concluiu.

.

.

.

Fonte: Ge – Globo Esporte.

mais lidas