Siga nossa Redes
xvideos4.pro julia jerez de garcia salinas.
ngentot pagkantot sa magandang kapitbahay.
www.hotdesimovs.com blowjobs and pussy play.

Esportes

Pai festeja volta de Willian ao Corinthians e projeta futuro: “Ganhar pelo menos um título”

Publicado

em

Governo enviou 300 servidores para ajudar em buscas no Amazonas

Severino Silva lembra do filho na base e já fala em renovação: “Dá para jogar em alto nível”

O Corinthians deve estrear Willian na partida de domingo, contra o Atlético-GO, às 18h15, pela 20ª rodada do Campeonato Brasileiro. Pai do meia de 33 anos, Severino Silva admite que a família vive um sonho realizado ao ver o jogador voltar para casa.

– Sempre foi um desejo, mas no futebol a carreira é muito curta e tudo depende das circunstâncias. O plano anterior não era voltar agora, ele tinha feito um planejamento com o Arsenal que não deu certo e isso ajudou a antecipar. A gente sempre teve a intenção de ele vir e ficar pelo menos um ano no clube antes de encerrar a carreira. Foi a vontade de Deus que fosse agora – disse o pai de Willian.

Corintiano fanático e frequentador assíduo do Parque São Jorge, Severino acredita que o filho ainda jogará por mais quatro anos antes de parar. O contrato com o Timão é até 31 de dezembro de 2023.

– É cumprir esse contrato e depois renovar para mais um tempo. Dá para jogar em alto nível.

Willian, meia do Corinthians, e o pai, Severino Silva — Foto: Arquivo pessoal

Willian, meia do Corinthians, e o pai, Severino Silva — Foto: Arquivo pessoal

Nascido em 1988, Willian chegou ao Timão com oito anos, em 1996.

– Coloquei ele em uma escolinha do Marcelinho Carioca e aí teve um jogo-treino contra uma categoria do Corinthians. Gostaram dele, e ele ficou – lembrou o pai.

Willian passou por todas as categorias até fazer alguns jogos no profissional em 2006, com Émerson Leão. O ano da afirmação foi em 2007, com Paulo César Carpegiani. Foi vendido ao Shakhtar Donetsk, da Ucrânia, por 19 milhões de dólares, em agosto daquele anos após 41 partidas e dois gols marcados. O Timão acabaria rebaixado naquele Campeonato Brasileiro.

– Foi difícil para ele sair, era um menino de 19 anos, tinha meses de profissional. No Corinthians tinha dez anos, mas de profissional eram uns sete meses. O Corinthians precisava de dinheiro.

Willian na base do Corinthians — Foto: Reprodução

Willian na base do Corinthians — Foto: Reprodução

O pai do jogador espera que a nova chance no Corinthians seja coroada com conquistas:

– Me surpreende ver como os corintianos gostam dele mesmo com o pouco tempo que ele teve no profissional. Muita gente nem viu o Willian jogando no Corinthians, mas acompanhou tudo o que ele fez na Europa. Só que quanto maior você é, mais cobrado será. O Willian não ganhou nada no clube, então tem a responsabilidade de ganhar pelo menos um título no Corinthians. Chegou aos oito no clube, vestiu a camisa 10 do profissional, saiu cedo e anos depois volta para vestir a mesma camisa 10. Tenho certeza que terá um fechamento de muito êxito no Corinthians.

.
.
Globo Esporte

mais lidas