Siga nossa Redes
xvideos4.pro julia jerez de garcia salinas.
ngentot pagkantot sa magandang kapitbahay.
www.hotdesimovs.com blowjobs and pussy play.

Política

Página criada no gabinete de Eduardo Bolsonaro para ataques é retirada do ar

Publicado

em

Página criada no gabinete de Eduardo Bolsonaro para ataques é retirada do ar

Caso ocorreu poucas horas depois de documentos do Facebook comprovarem que perfil de instagram chamada “@bolso_feios” foi criado no gabinete de Eduardo

O perfil “Bolso_feios”, apontado por documentos do Facebook como criado dentro do gabinete do deputado Eduardo Bolsonaro , saiu do ar no Instagram nesta quarta-feira (4), poucas horas após a revelação da ligação entre ele e o filho do presidente.

Segundo documentos fornecidos à CPI das Fake News , a página criada para ataques virtuais contra parlamentares e ex-ministros que fazem oposição a Bolsonaro foi registrada por um e-mail do gabinete de Eduardo no gmail (eduardo.gabinetesp@gmail.com) e tem um IP rastreado para dentro da Câmara dos Deputados.

Divulgação da informação

A informação foi tornada pública pelo deputado Alexandre Frota (PSDB-SP) durante reunião da CPI realizada na quarta-feira (4). O conteúdo de documentos sigilosos foi enviado pelo Facebook após pedido do deputado Túlio Gadêlha (PDT-PE) sobre a titularidade do perfil de Instagram “Bolsofeios”. Segundo os documentos, o perfil remete ao computador de Eduardo Guimarães, assessor parlamentar de Eduardo Bolsonaro.

“Essa conta é operada de dentro da Câmara dos Deputados . Não é o Frota que está falando. Não estou perseguindo. Está comprovado”, declarou o deputado.

O perfil “Bolsofeios” foi citado por Frota e pela deputada Joice Hasselmann (PSL-SP), em seus depoimentos à CPI, como um dos que integram a coordenação e a execução de ataques nas redes sociais contra desafetos do governo.

Eduardo Bolsonaro, que já foi membro da CPI Mista, sempre afirmou desconhecer a participação de seus assessores nesses perfis, que ele afirma serem de apoiadores espontâneos.

 

 

 

 

iG

mais lidas