Siga nossa Redes

Acidente

Operário morre após talude desmoronar perto da barragem da Vale que se rompeu em Brumadinho

esportes

Publicado

em

Operário morre após talude desmoronar perto da barragem da Vale que se rompeu em Brumadinho

Segundo o Corpo de Bombeiros, o operador da retroescavadeira foi soterrado na área da Mina do Córrego do Feijão. Há quase dois anos, a barragem de mesmo nome se rompeu, matando 270 pessoas.

Um operário morreu após um talude desmoronar sobre uma retroescavadeira, nesta sexta-feira (18), na área da Mina do Córrego do Feijão, em Brumadinho, na Região Metropolitana de Belo Horizonte. O local é perto da barragem de mesmo nome que se rompeu em janeiro de 2019, matando 270 pessoas.

O soterramento aconteceu durante a tarde e equipes do Corpo de Bombeiros, que atuavam próximo ao local procurando as vítimas ainda desaparecidas pelo rompimento da barragem, começaram imediatamente as buscas pelo operador de máquinas.

A vítima é um trabalhador de uma empresa terceirizada. O corpo foi resgatado durante a noite dentro da cabine, que foi destruída com o peso da terra de das pedras de minério.

De acordo com a corporação, o acidente foi em uma área de descarte de material. No local, não há operações de busca por desaparecidos da tragédia que aconteceu há quase dois anos.

Segundo a Defesa Civil, foi a mineradora que comunicou o desmoronamento.

Em nota, a Vale confirmou que houve um deslizamento de terra em talude na cava desativada da mina. A empresa disse que o trabalhador “realizava atividades de manutenção” no local. Leia na íntegra:

“A Vale lamenta profundamente o falecimento de um empregado da empresa contratada Vale Verde na tarde desta sexta-feira (18/12) na mina Córrego do Feijão e se solidariza com seus familiares e colegas de trabalho. O trabalhador estava em uma escavadeira e realizava atividades de manutenção quando foi atingido por um deslizamento de terra de talude da cava paralisada. A Vale, juntamente com a empresa contratada, dará apoio aos familiares do empregado. As empresas estão apoiando as autoridades no atendimento ao caso e na apuração das causas do acidente. As atividades de manutenção no local serão suspensas para novos estudos e avaliações das condições de segurança.”

.

.

.

G1 – Globo.

Publicidade

mais lidas