Siga nossa Redes
xvideos4.pro julia jerez de garcia salinas.
ngentot pagkantot sa magandang kapitbahay.
www.hotdesimovs.com blowjobs and pussy play.

Esportes

Nossos atletas: tenista João Menezes é Uberaba nas Olimpíadas de Tóquio 2020

Publicado

em

Nossos atletas: tenista João Menezes é Uberaba nas Olimpíadas de Tóquio 2020

Da quase desistência do tênis aos 21 anos à busca pelo ouro olímpico em Tóquio 2020. Natural de Uberaba, no Triângulo Mineiro, o tenista João Menezes é um dos personagens da série “Nossos atletas”, produção do MG1 e do ge que mostra atletas olímpicos da região de cobertura da TV Integração, afiliada Globo em Uberlândia.

João Magalhães Hueb de Menezes, o João Menezes, nasceu em 17 de dezembro de 1996, em Uberaba. Aos 24 anos, ele disputará a primeira edição olímpica da carreira e será um dos representantes do Time Brasil na modalidade.

Além dele, Thiago Monteiro também está na disputa do simples. Nas duplas, Bruno Soares e Marcelo Melo, e Demoliner, que jogará ao lado de Thiago Monteiro, são os outros tenistas brasileiros no naipe masculino. A dupla feminina será formada por Laura Pigossi e Luisa Stefani. As disputas do tênis em Tóquio começam no sábado e vão até 1º de agosto.

João Menezes foi ouro no Pan de Lima, em 2019 — Foto: REUTERS/Ivan Alvarado

João Menezes foi ouro no Pan de Lima, em 2019 — Foto: REUTERS/Ivan Alvarado

Para disputar os Jogos Olímpicos de Tóquio 2020, Menezes conseguiu um feito inédito: foi ouro no Pan-Americano de Lima, no Peru, em 2019. Mesmo com a medalha, ele precisava estar entre os 300 melhores do mundo do tênis na data limite para a lista final. O adiamento dos Jogos por conta da pandemia de Covid-19 mudou o calendário, mas o atleta mineiro se manteve bem no ranking na volta do circuito mundial. Ele inicia as Olimpíadas como quarto do Brasil e 217º do mundo.

João Menezes começou no tênis aos seis anos, influenciado pela família e levado pelo pai, que jogava, a dar as primeiras raquetadas. Seguiu na carreira como juvenil e, desde 2014, joga profissional.

O início da carreira, no entanto, viveu momentos complicados. Em meio a incertezas, o uberabense quase desistiu do tênis. Uma conversa com um dos primeiros treinadores, Leandro Chiarelli, ainda na cidade natal, mudou o caminho de João Menezes. Com problemas físicos, pensou em largar as raquetes outras vezes.

O apoio do pai Fabiano Hueb foi fundamento nesse tempo, principalmente como “paitrocínio”. Menezes se mudou para Espanha em 2016 e ficou na Europa por 20 meses, até o final de 2018. Conseguiu melhorar o nível, passou a jogar os Challengers. Mas, mentalmente, estava esgotado. Quando os principais tenistas do país tiveram como estratégia treinar fora do país, Menezes decidiu voltar para a casa. Voltou a treinar em Itajaí, Santa Catarina, com incentivo da Confederação Brasileira de Tênis em 2019.

Apoio do pai Fabiano (à dir.) foi fundamental para carreira de João Menezes — Foto: Reprodução/TV Integração

Apoio do pai Fabiano (à dir.) foi fundamental para carreira de João Menezes — Foto: Reprodução/TV Integração

Menezes têm cinco títulos Future na carreira e uma conquista no circuito Challenger, em Samarkand, no Uzbequistão, em 2019. Além de conquistar o ouro no Pan de 2019, o tenista representou o Brasil quatro anos antes no Pan de Toronto 2015, quando avançou até as oitavas. O melhor ranking mundial na carreira foi a 172ª posição, alcançada em fevereiro de 2020.

Na temporada 2021, João Menezes jogou o quali do Australian Open e parou na segunda rodada. Em maio, disputou o quali de Roland Garros e venceu duas rodadas, e foi eliminado no quali de Wimbledon, em julho. Além disso, disputou torneios ATP 250 e Challengers.

.

.

.

Fontes: Ge – Globo Esporte.

mais lidas