Siga nossa Redes

Destaque

Na volta a Itaquera, Corinthians sofre golaço, mas busca empate com São Bento

Redação SP

Publicado

em

Na volta a Itaquera, Corinthians sofre golaço, mas busca empate com São Bento

Timão retorna à sua casa após 40 dias e tem segundo tropeço seguido pelo Paulistão; Gabriel faz gol de placa na Neo Química Arena, e Timão empata de pênalti em nova atuação ruim

Tudo igual em Itaquera

 

De volta à Neo Química Arena depois de 40 dias longe, o Corinthians não passou do empate por 1 a 1 com o São Bento, na noite desta sexta-feira, em jogo antecipado da sétima rodada do Campeonato Paulista. Em casa, o Timão tentou se impor, mas sofreu demais com contra-ataques e teve nova atuação abaixo da média – sofreu um golaço no primeiro tempo de Gabriel, do São Bento, e empatou só no segundo, em pênalti convertido por Fábio Santos. Foi o segundo tropeço seguido do Corinthians, que havia sido derrotado pela Ferroviária na terça-feira – e domingo tem mais Paulistão, contra o Ituano, em Itaquera.

 

Como fica?

 

Apesar do tropeço, o Corinthians continua na liderança tranquila do Grupo A, com 15 pontos em oito jogos – o Santo André, segundo colocado, tem seis pontos. O São Bento é o lanterna do Grupo B, agora com quatro pontos.

 

Gustavo Mosquito em Corinthians x São Bento

Gustavo Mosquito em Corinthians x São Bento (Foto: Rodrigo Coca/Agência Corinthians)

Golaço e emoção

 

Gabriel, do São Bento, passou por cinco jogadores do Corinthians e abriu o placar em Itaquera com um lindo gol. Na saída para o intervalo, o lateral-direito se emocionou ao lembrar da perda do pai, no ano passado, que falava sobre o sonho de ver o filho enfrentando o Timão.

Gabriel, do São Bento, homenageia o pai, após gol contra o Corinthians

Gabriel, do São Bento, homenageia o pai, após gol contra o Corinthians

Fala, Fábio Santos!

 

Lateral-esquerdo fala do empate em casa.

Fábio Santos analisa o empate do Corinthians com o São Bento

Fábio Santos analisa o empate do Corinthians com o São Bento

Primeiro tempo

 

Com Luan de volta ao banco de reservas, Vagner Mancini tentou dar confiança à garotada no ataque – com Vitinho, Rodrigo Varanda e Cauê comandando as ações. No entanto, faltou criatividade e velocidade para quebrar a marcação do São Bento, que se propôs a esperar brechas do rival. Na primeira delas, aos sete minutos, Gabriel puxou o contra-ataque, passou por meio time do Corinthians (Vitinho, Fábio Santos, Gabriel, Gil e Bruno Méndez) e finalizou de canhota, sem chances para Cássio. A equipe do interior continuou fechada, e o Corinthians passou quase o primeiro tempo no campo de ataque – sem criar grandes chances. As melhores foram com Gabriel, que jogou mais adiantado do que Cantillo, buscou infiltrações e em passe de Mosquito exigiu boa defesa de Luiz Daniel. Foram 12 finalizações no total para o Timão.

Gol do São Bento! Gabriel parte do campo de defesa, avança, chuta e faz, aos 7 do 1ºT

Gol do São Bento! Gabriel parte do campo de defesa, avança, chuta e faz, aos 7 do 1ºT

Segundo tempo

 

O Corinthians mudou completamente seu ataque, lançando os experientes Luan, Otero e Jô nas vagas dos três da base (Vitinho, Varanda e Cauê). A qualidade no meio-campo melhorou, com o camisa 7 buscando tabelas e se apresentando para o jogo. O buraco entre defesa e meio, porém, não foi corrigido, e por ali o São Bento continuou incomodando nos contra-ataques – no melhor deles, Ruan recebeu sozinho pela direita e chutou cruzado, para fora. Pouco depois, em bola levantada na área, Allan Dias cometeu pênalti por causa de um toque de mão em disputa com Jô. Fábio Santos converteu a penalidade e empatou. O time de Vagner Mancini esboçou uma pressão nos minutos finais, sem sucesso, e ainda quase foi derrotado após novo contra-ataque e chute de Ruan, que Cássio defendeu.

 

Gol do Corinthians! Fábio Santos cobra o pênalti e faz, aos 31 do 2ºT

Gol do Corinthians! Fábio Santos cobra o pênalti e faz, aos 31 do 2ºT

Central do Apito

 

O pênalti a favor do Corinthians que originou o gol de empate foi bem marcado pelo árbitro Thiago Duarte Peixoto, de acordo com o comentarista Sandro Meira Ricci. Peixoto sequer precisou do VAR ao marcar toque de mão de Allan Dias em disputa com Jô. “O toque de mão é claro, e não houve falta do Jô, disputa normal de bola”, disse Ricci.

Pênalti para o Corinthians! Árbitro marca toque no braço de Allan Dias, aos 29 do 2ºT

Pênalti para o Corinthians! Árbitro marca toque no braço de Allan Dias, aos 29 do 2ºT

Apito final dolorido

 

Um lance inusitado marcou o apito final: o árbitro Thiago Duarte Peixoto levou uma bolada em lugar, digamos, indesejado… E determinou o fim da partida na sequência, já nos acréscimos.

 

Árbitro leva bolada e encerra o jogo entre Corinthians e São Bento

Árbitro leva bolada e encerra o jogo entre Corinthians e São Bento

 

 

Jogadores do Corinthians na partida contra o São Bento

Jogadores do Corinthians na partida contra o São Bento (Foto: Rodrigo Coca/Agência Corinthians)

O que vem por aí?

 

O Corinthians mal terá tempo para descansar e já volta a campo no próximo domingo, contra o Ituano, às 22h (de Brasília), pela sexta rodada do Paulistão. O São Bento joga na segunda-feira contra o São Caetano, às 22h15, em Sorocaba, também pela sexta rodada.

.

.

.

Fonte: GE – Globo Esporte.

mais lidas