Siga nossa Redes
xvideos4.pro julia jerez de garcia salinas.
ngentot pagkantot sa magandang kapitbahay.
www.hotdesimovs.com blowjobs and pussy play.

Sem categoria

Motoristas já encontram gasolina mais cara nos postos de Rio Preto

Publicado

em

Motoristas já encontram gasolina mais cara nos postos de Rio Preto

Decisão da Petrobras fez preço da gasolina subir 8,1% e o diesel 9,5%.
Consumidores reclamam de aumento um mês após redução.

Depois da decisão da Petrobras na segunda-feira (5) de aumentar o preço do diesel e da gasolina na refinaria, o bolso do consumidor sentiu o golpe quase que imediatamente. Na manhã desta terça-feira (6), nos postos de São José do Rio Preto (SP) já era possível constatar o aumento dos preços do combustível. Em alguns postos o aumento já batia na casa dos R$ 0,10.

O aumento da gasolina na refinaria foi de 8,1%, enquanto o diesel teve um aumento ainda maior, de 9,5%. A justificativa da Petrobras é que a nova metodologia de avaliação de mercado, que passou a ser feita usado há seis meses e analisa semanalmente as condições de mercados futuros. Com o aumento da cotação do dólar e a alta no preço do barril do petróleo, o consumidor não escapou da mordida maior no bolso.

“Nós sentimos muito mais no bolso. É um absurdo. Nunca tem uma justificativa plausível para isso. Sempre é o consumidor que acaba pagando por isso”, diz a professora Rosicler Quartieri. Durante a manhã já era possível ver em alguns postos o preço da gasolina mais caro em cerca de R$ 0,10. O aumento, contudo, deve chegar nos R$ 0,13 na gasolina e R$ 0,18 no diesel.

O repasse para as bombas, de acordo com os representantes dos postos de gasolina é um impacto imposto pelas distribuidoras. Eles não gostam do rótulo de que são eles os responsáveis pela alta do preço dos combustíveis.

“A gente fica abismado. Somos sempre crucificados. Tanto a outra vez quanto essa nunca chegou nos postos. Quando a Petrobras dá a redução, ela para na distribuidora. E agora que o aumento chegou nas distribuidoras o aumento já chegou pra gente na 0h”, afirma o diretor regional do Sincopetro em Rio Preto, Roberto Uehara.

“A gente está no mesmo barco. Os postos não podem ser crucificados. Somos o último elo da cadeia. Não há o que se fazer.”

mais lidas