Destaque Principal Dia a Dia Política

Ministro do STF Luís Roberto Barroso prorroga inquérito dos portos, que investiga Temer

Redação
Escrito por Redação

Relator do caso, ministro deu tempo para Polícia Federal tomar depoimentos pedidos pela defesa do presidente e apresentar relatório conclusivo; prazo termina na semana que vem.

O ministro Luís Roberto Barroso, do Supremo Tribunal Federal (STF), prorrogou nesta terça-feira (18) uma investigação sobre o presidente Michel Temer ligada ao setor portuário.

O magistrado deu 15 dias para a Polícia Federal terminar o inquérito e apresentar um relatório conclusivo sobre o caso. O prazo na semana que vem, já que começa a contar a partir do dia 10, quando a PF fez o pedido de prorrogação.

A polícia pediu mais tempo para tomar dois depoimentos solicitados pela defesa de Temer, marcados para esta terça e quarta-feiras, 18 e 19 de setembro. A Procuradoria Geral da República (PGR) concordou e o ministro concedeu o prazo adicional.

É a quarta prorrogação do inquérito, que investiga se um decreto editado pelo presidente Michel Temer tinha por objetivo beneficar empresas que atuam no porto de Santos (SP).

Desde o início das investigações, o presidente nega que o decreto tivesse essa finalidade. Empresas alvo do inquérito também negam o pagamento de propina.

O inquérito foi prorrogado pela primeira vez em fevereiro deste ano. Houve nova prorrogação em maio, e a terceira prorrogação foi em agosto.

A investigação foi aberta no ano passado a partir de depoimentos de executivos do grupo J&F que fecharam acordo de delação premiada com o Ministério Público Federal.

Sobre o autor

Redação

Redação

%d blogueiros gostam disto: