Siga nossa Redes
xvideos4.pro julia jerez de garcia salinas.
ngentot pagkantot sa magandang kapitbahay.
www.hotdesimovs.com blowjobs and pussy play.

Esportes

Miguel chega a acordo com o Fluminense e acerta ida para o Bragantino

Publicado

em

Miguel chega a acordo com o Fluminense e acerta ida para o Bragantino

Partes homologarão acordo para pôr fim a imbróglio judicial e jovem assinará nos próximos dias com clube de Bragança Paulista; clube carioca manterá 30% dos direitos econômicos do atleta

Pouco mais de um mês depois de conseguir a liberação do Fluminense na JustiçaMiguel está a caminho do Bragantino. O estafe do meia de 18 anos chegou a um acordo para encerrar o imbróglio judicial com o Tricolor e acertou com o clube gerido pela empresa de energéticos. O jovem atleta está realizando exames médicos e, sendo aprovado, assinará nos próximos dias com o clube paulista

O contrato será até dezembro de 2022, com opção de renovação por mais cinco anos. No acordo entre as partes, ficou definido que 50% dos direitos econômicos do jogador ficarão com o clube paulista, 30% com o Fluminense e 20% com o próprio atleta. As informações foram dadas em primeira mão pelo repórter Heverton Guimarães, da Band, e confirmadas pelo ge.

Miguel em treino do Fluminense em 2020 — Foto: Mailson Santana FFC

Miguel em treino do Fluminense em 2020 — Foto: Mailson Santana FFC

Nos próximos dias, Miguel e seu estafe entrarão com um pedido na Justiça do Rio de Janeiro para homologar o acordo com o Fluminense, o que, consequentemente, colocará fim ao imbróglio judicial entre as partes. No acordo, o meia abrirá mão de receber o valor equivalente à soma dos salários até o fim de seu contrato com o Tricolor, que ia até o fim de junho de 2022, quantia que teria direito a receber pela rescisão unilateral concedida pela Justiça.

Por manter 30% dos direitos econômicos de olho em uma futura transferência, para encerrar o imbróglio e por não precisar pagar o restante do contrato ao jogador, internamente o acordo foi visto com bons olhos no Fluminense.

Miguel entrou com uma ação contra o Flu em maio deste ano pedindo a rescisão do contrato. O processo foi protocolado por José Roberto Lopes, pai e advogado do jogador, e alegou não recolhimento do FGTS e atraso no pagamento de um reajuste salarial. Na ocasião, o Fluminense recorreu. Em agosto, a juíza Daniela Valle da Rocha Muller concedeu a rescisão de contrato do atleta.

Desde que entrou na Justiça, Miguel não treinou mais no Fluminense e vinha mantendo a forma física com um preparador particular. O meia de 18 anos chegou a conversar com Inter e Santos, mas os clubes acabaram recuando e o jogador acabou acertando com o Bragantino, clube que tem investido em jogadores jovens desde que passou a ser gerido pela Red Bull.

Na mira do Inter após romper com Fluminense, Miguel mantém forma na praia enquanto aguarda futuro — Foto: Reprodução

Na mira do Inter após romper com Fluminense, Miguel mantém forma na praia enquanto aguarda futuro — Foto: Reprodução

Destaque nas categorias de base e considerado uma das grandes promessas do Fluminense nos últimos anos, Miguel foi promovido precocemente ao elenco principal em 2019, aos 16 anos, antes mesmo de assinar seu primeiro contrato profissional com o clube.

Miguel Silveira, em estreia no Fluminense — Foto: Lucas Merçon / Fluminense

Miguel Silveira, em estreia no Fluminense — Foto: Lucas Merçon / Fluminense

O garoto estreou em julho daquele ano, ao ser acionado contra o Cruzeiro pelas quartas de final da Copa do Brasil, e iniciou a jogada do gol de bicicleta de João Pedro. Dias depois, assinou seu primeiro contrato com o Tricolor, em dos últimos atos da gestão Pedro Abad.

Em 2020, o jovem meia chegou a se destacar no início do Carioca, mas perdeu espaço e foi pouco aproveitado no restante da temporada com os técnicos Odair Hellmann e Marcão. Com pouco espaço, as conversas sobre renovação acabaram emperrando.

Em 2021, Miguel voltou a ter oportunidade com o time misto do Flu no início do estadual, mas se machucou logo na estreia e não conseguiu mais recuperar espaço. Incomodado com o pouco aproveitamento no clube, o pai do jogador decidiu então buscar a via judicial.

Miguel encerra sua passagem pelo Fluminense com apenas 20 jogos pelo profissional e 611 minutos em campo, o equivalente a menos de sete partidas completas. O jovem deu quatro assistências e não marcou nenhum gol marcados com a camisa tricolor.

.

.

.

Globo Esporte

mais lidas