Siga nossa Redes
xvideos4.pro julia jerez de garcia salinas.
ngentot pagkantot sa magandang kapitbahay.
www.hotdesimovs.com blowjobs and pussy play.

Esportes

Mercedes? Que nada! Ferrari acerta na estratégia, e Vettel vence o GP da Austrália

Publicado

em

Mercedes? Que nada! Ferrari acerta na estratégia, e Vettel vence o GP da Austrália

Britânico larga bem, mantém a ponta, mas fica preso no tráfego após parada nos boxes. Sem triunfar desde 2015, alemão conquista 43ª vitória na carreira. Massa ganha uma posição e termina em sexto

A Fórmula 1 voltou. Com ela, novos carros, novas regras e um novo vencedor. Contrariando as expectativas de quem dava como certa uma vitória da Mercedes, Sebastian Vettel roubou a cena e, impecável, triunfou no GP da Austrália, a primeira corrida da temporada 2017 de F1, na madrugada deste domingo. Ao pole Lewis Hamilton coube o papel de coadjuvante, com o segundo lugar, seguido pelo companheiro de equipe, Valtteri Bottas, em terceiro. Felipe Massa, que largou em sétimo, superou Romain Grosjean na largada, pulou para sexta colocação e manteve a posição até o final da prova no Circuito de Albert Park.

Com o resultado, o tetracampeão, que não subia ao lugar mais alto do pódio desde o GP de Cingapura de 2015, conquista sua 43ª vitória na carreira, sendo a quarta pela Ferrari. A escuderia italiana não liderava o campeonato desde o final de semana do GP da Coreia do Sul em 2012. Mas o triunfo de Vettel teve um significado ainda maior para os fãs da F1, dando indícios de que 2017 pode ser o ano que marca o fim da dominância da Mercedes.

A Fórmula 1 volta daqui a duas semanas, em Xangai, com o GP da China. O primeiro treino livre será no dia 6 de abril às 23h (de Brasília), com transmissão ao vivo do SporTV. A prova acontece na madrugada de domingo às 3h, com transmissão ao vivo da TV Globo.

Resultado do GP da Austrália de 2017 (Foto: Reprodução/F1)

Resultado do GP da Austrália de 2017 (Foto: Reprodução/F1)

A corrida foi decidida durante a primeira rodada de paradas nos boxes. Hamilton foi o primeiro a fazer o pitstop, retornando em quinto atrás de Verstappen. Com isso, Vettel decidiu permanecer e assumiu a ponta. Apesar de ter pneus mais novos, Lewis não conseguia ultrapassar o piloto da RBR, que ia cerca de 2s mais lento que o alemão da Ferrari. Assim, Vettel realizou sua parada e, de quebra, voltou em terceiro, à frente de Verstappen e, consequentemente, de Hamilton. A partir daí, bastou ao tetracampeão gerenciar a vantagem sobre o britânico, que chegou a ser de 10s, para vencer a primeira corrida do ano. Apesar do bom início, Vettel evitou falar sobre disputa do título e se limitou a agradecer o apoio no Circuito de Albert Park.

– Uma briga pelo título é algo que está muito lá na frente. Por enquanto nós estamos apenas na lua com o início de campeonato que tivemos. Obrigado pelo apoio. Era o que precisávamos, o time inteiro trabalhou muito duro. O pessoal quase não dormiu, nem aqui e nem na fábrica. O carro está se comportando bem e foi muito divertido guiar. É um dia lindo, obrigado – afirmou em entrevista no pódio.

View image on Twitter

Largada

Se já não bastasse a ansiedade para o início da temporada 2017, a largada do primeiro GP do ano foi abortada e os pilotos precisaram dar a segunda volta de apresentação. Nico Hulkenberg não notou a ausência de Ricciardo e ocupou o lugar do australiano, forçando a direção de prova a cancelar a partida.

Quando a largada foi finalmente dada, os cinco primeiros (Hamilton, Vettel, Bottas, Raikkonen e Verstappen) mantiveram a ponta. Massa superou Grosjean e pulou para o sexto lugar. Magnussen deu um toque em Ericcson e ambos saem da pista na curva 3. Mas, por sorte, ambos conseguiram voltar aos boxes e, consequentemente, à prova.

1/57 – Fernando Alonso, com a McLaren, conseguiu ganhar duas posições, pulando de 13º para 11º na largada.

2/57 – Magnussen retorna aos boxes e consegue voltar a prova.

FIM DE SEMANA PARA RICCIARDO ESQUECER (MAS CALMA, VAI PIORAR…)

3/57 – Ricciardo, finalmente sai dos boxes. E apesar da situação dramática do australiano, a torcida vibra muito ao vê-lo deixar os boxes.

5/57 – Hamilton e Vettel começam a desgrudar do resto do grid, com o alemão abrindo 2s para Valtteri Bottas.

7/57 – Com uma volta de déficit, Ricciardo começa a tentativa de escalar o pelotão e ultrapassa Vandoorne.

9/57 Com 1m28s379, Lewis Hamilton vira 0s4 mais rápido que Vettel.. Enquanto isso, Lance Stroll coloca de lado e supera Marcus Ericsson pela 16ª colocação.

10/57 – Vandoorne é o primeiro a parar nos boxes. O belga trocou de ultramacios para os macios.

13/57 – Apesar de estar na ponta, Hamilton não conseguia se distanciar muito de Vettel que, a essa altura, estava a 1s8 do britânico.

15/57 – Pelo rádio, Palmer reclama de problemas nos freios. Já Grosjean, para nos boxes e abandona a prova com fumaça saindo da traseira da Haas. Um término de prova deprimente para um piloto que vinha surpreendendo durante todo o fim de semana. Com isso, Alonso consegue, milagrosamente, colocar a McLaren no top 10.

18/57 – Hamilton faz sua primeira parada. O britânico troca de ultramacios para macios e retorna na quinta colocação, logo atrás de Verstappen. Pérez faz o mesmo e retorna em nono.

O PULO DO GA… DO CAVALINHO RAMPANTE

19/57 – Contrariando as expectativas, Vettel permanece na pista e continua virando tempos na casa de 1m28s.

20/57 – Depois da entrada nos boxes, Hamilton começou a virar 1m27s5, enquanto Vettel, com pneus ultramacios usados, virava na casa dos 1m28s1. A diferença para os dois à essa altura era de 21s5.

21/57 – Massa para, troca os ultramacios por supermacios e retorna em sétimo. Pelo rádio, após ser dito que precisava superar Verstappen o mais rápido possível, Hamilton diz: “Não faço ideia de como espera que eu faça isso”.

VETTEL APROVEITA A OPORTUNIDADE

23/57 – Apesar de Vettel começar a sentir o desgaste dos pneus e a virar 1m28s5, Hamilton fica preso atrás de Verstappen e passa a andar com tempos na casa de 1m29s8

24/57 – Vettel para nos boxes, troca ultramacios por macios e retornar em terceiro, à frente de Verstappen e , consequentemente, de Hamilton, o quinto. Com isso, o alemão mantém a liderança virtual. Ericsson abandona a prova.

26/57 – Bottas para nos boxes, troca os ultramacios por supermacios e o finlandês retorna em quarto. Verstappen para, mas escolhe os supermacios. Kimi Raikkonen também para, coloca os macios e retorna na quarta colocação.

28/57 – Valtteri Bottas anota a vollta mais rápida, com 1m27s052. Enquanto isso, Vandoorne dá uma escapada e permite a chegada de Magnussen pela 15ª colocação.

UMA PENA PARA O SORRIDENTE AUSTRALIANO

29/57 – Ricciardo abandona a prova com problemas no motor. Fim de semana terrível para o australiano.

31/57 – Vettel e Hamilton voltam à liderança, mas desta vez com o piloto da Ferrari no topo, a 6s do rival da Mercedes.

34/57 – Hamilton sofre para acompanhar Vettel que, com pneus mais novos, mantém a diferença entre os dois em 6s. Enquanto isso, Bottas começa a se aproximar do companheiro de equipe.

36/57 – Bottas, apenas o quarto, já dá volta em cima de Ocon, o 11º, e Alonso, o 10º.

37/57 – Kvyat para, coloca pneus supermacios e retorna em nono. Com isso, Massa pula para o sexto lugar.

38/57 – Vettel vai virando mais rápido que Hamilton e, a essa altura, a diferença entre os dois é de 8s. Enquanto isso, Bottas vai chegando no companheiro, com diferença de 2s9.

42/57 – Saindo de frente, Hamilton vai perdendo rendimento e vê Bottas colar. Neste momento, finlandês está a 2s4 do companheiro.

CANSOU?!

43/57 – Stroll força demais e acaba passando direto na curva, mas consegue voltar à pista pela brita. Em seguida, o canadense retorna aos boxes e abandona a prova. Enquanto a Williams afirma que o problema foram os freios, outra versão corre solta no paddock: exaustão do novato.

45/57 – Diferença de Bottas para Hamilton cai para 1s9. Enquanto isso, Vettel segue a confortáveis 8s6.

48/57 – Verstappen cola em Raikkonen, com apenas 1s5 de diferença a nove voltas do fim. Vettel coloca uma volta em cima de Pérez, o sétimo colocado.

HAAS COMEÇA BEM, “MAAS”…

51/57 – Magnussen abandona a prova e a Haas vê os seus dois carros fora do GP da Austrália.

52/57 – Ocon e Hulkenberg fazem dupla ultrapassagem em Alonso que, indefeso, nada pode fazer.

54/57 – Depois de ser ultrapassado e reclamar muito do carro, Alonso abandona a corrida com problemas na suspensão.

57/57 – Sebastian Vettel vence a primeira corrida do ano e conquista seu quarto triunfo pela Ferrari. Alemão não vencia desde o GP de Cingapura de 2015.

Após ao triunfo, Vettel ainda teve a oportunidade de assinar um painel personalizado feito na hora em Albert Park.

A Fórmula 1 retorna no dia 9 de abril com o GP da China, que você acompanha, ao vivo, na TV Globo e pelo tempo real do GloboEsporte.com, às 3h (horário de Brasília).

mais lidas