Siga nossa Redes
xvideos4.pro julia jerez de garcia salinas.
ngentot pagkantot sa magandang kapitbahay.
www.hotdesimovs.com blowjobs and pussy play.

Política

Marinho chega para estimular militância na defesa de Lula

Publicado

em

Marinho chega para estimular militância na defesa de Lula

Para o petista, o partido precisa fortalecer as bases e colocar a candidatura do ex-presidente Lula como garantia constitucional; ele descarta apoio a Ciro, mesmo sem Lula na disputa

O presidente estadual do Partido dos Trabalhadores (PT), pré-candidato a governador de São Paulo, Luiz Marinho chega amanhã a Rio Preto para contatos com militantes e dirigentes regionais do partido. Marinho chega à cidade trazendo a mensagem de esperança aos filiados sobre a candidatura do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva
novamente a presidente da República. Outra garantia do petista é que o partido não fecha aliança com Ciro Gomes, caso Lula não consiga ser candidato.

Em recente entrevista, Luiz Marinho descartou de vez qualquer possibilidade de aproximação e aliança com o pré-candidato á presidência, Ciro Gomes (PDT). “Não precisamos gastar energia com isso. Não haveria consenso. Vamos antecipar discussão para que, se o nosso candidato é o Lula?”, tem dito quando é questionado sobre o assunto.

Para Marinho, o PT não pode se preocupar em discutir apoios a candidaturas alternativas fora do partido. Ele defende que as instâncias superiores, Superior Tribunal de Justiça e Suprema Tribunal Federal vão rever a condenação de Lula. Para ele, o ex-presidente “está preso temporariamente”. Em Rio Preto, ele deverá incentivar a militância a sair às ruas em defesa da candidatura de Lula.

ENI E PT – marinho foi o responsável pelo retorno da ex-vereadora Eni Fernandes ao PT. Foi ele quem preparou o caminho para que ele voltasse sem problemas. No PT local havia resistência, já que foi por aqui que Eni foi punida e suspensa do partido em 2012. Com a saída do deputado estadual João Paulo Rillo, que migrou para o Psol, Eni voltou para ocupar
esse espaço. Marinho abonou a volta de Eni. A direção local do partido não teve como impedir. Para Carlos Henrique Oliveira, presidente da sigla, não há crise. “O passado ficou para trás”, disse recentemente.

mais lidas