Siga nossa Redes

Marcelo Emerson

Marcelo Emerson: Os condomínios na pandemia

colunistas

Publicado

em

Marcelo Emerson: Os condomínios na pandemia

Os condomínios na pandemia

Marcelo Emerson 

Depois de um ano de pandemia do coronavírus, muito se discute a respeito das melhores soluções para a convivência humana nesta época em que os desafios se avolumam. Os debates giram em torno da forma mais adequada de organização da sociedade para enfrentar uma situação crítica que não será debelada tão cedo.

Diante disso, é importante prestarmos atenção nas necessidades da vida em condomínios, uma vez que estes são verdadeiros microcosmos da sociedade.

A proximidade entre vizinhos nos ambientes dos condomínios exige dos gestores a atualização das práticas na administração, buscando garantir nível razoável de bem-estar para os condôminos.

Algumas sugestões podem contribuir para a convivência harmônica entre os condôminos, evitando a propagação do vírus em áreas comuns.

Houve aumento considerável das entregas de encomendas, já que as pessoas estão confinadas em seus lares e fazem uso dos serviços de delivery. É preciso estabelecer novas regras para a retirada de produtos, com orientação adequada dos condôminos e até mesmo a instalação de armários para retenção das encomendas e entrega organizada e segura das mesmas.

É necessário estabelecer protocolos de higiene e segurança a serem obedecidos por empregados do condomínio, prestadores de serviço e condôminos. A limpeza das áreas comuns e dos equipamentos de uso geral ou comum (como elevadores, interfones, locais de trabalho dos empregados etc), deve obedecer uma rigorosa disciplina.

Em caso de necessidade inadiável da realização de assembleias, deve-se optar pela forma virtual, evitando a aglomeração de pessoas.

Síndicos e todos os que participam da gestão dos condomínios devem empreender esforços para orientar a comunidade de condôminos a terem a exata compreensão das necessidades decorrentes da situação excepcional pelo qual passamos atualmente, renovando o espirito de solidariedade que qualifica a vida humana em sociedade.

Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

mais lidas