Siga nossa Redes
xvideos4.pro julia jerez de garcia salinas.
ngentot pagkantot sa magandang kapitbahay.
www.hotdesimovs.com blowjobs and pussy play.

Dia a Dia

Maioria das falhas registradas na Linha 9-Esmeralda em 2022 aconteceu após concessão à iniciativa privada

Publicado

em

Governo enviou 300 servidores para ajudar em buscas no Amazonas

Balanço feito pela TV Globo mostra que a linha, que foi a campeã de problemas no ano passado, também já lidera o ranking deste ano. Desde o último dia 27, a linha, que faz parte do sistema de transporte sobre trilhos e era gerenciada pela Companhia Paulista de Trens Metropolitanos (CPTM), passou a ser administrada pela ViaMobilidade.

A Linha 9 – Esmeralda, campeã de falhas no ano passado, também já lidera o ranking deste ano, de acordo com balanço feito pela TV Globo. A maioria das falhas foi registrada após a linha ter sido concedida para a iniciativa privada.

Desde o último dia 27, a linha, que faz parte do sistema de transporte sobre trilhos e era gerenciada pela Companhia Paulista de Trens Metropolitanos (CPTM), passou a ser administrada pela ViaMobilidade, assim como a linha 8 – Diamante.

A empresa ganhou licitação do governo do estado, no ano passado, para gerir as linhas por 30 anos, com investimento de R$ 4 bilhões. Foi a primeira licitação para concessão de linhas da CPTM à iniciativa privada; até então, apenas novas linhas do Metrô foram concedidas a empresas.

Para o designer digital Murilo Silva Almeida, a privatização acabou prejudicando os usuários. “Ontem mesmo, muitos trabalhadores tiveram dificuldade de deslocamento até o trabalho e isso foi um absurdo”, disse, sobre os problemas nesta segunda-feira (14). Por cerca de 14 horas, transtornos na linha interromperam a circulação de trens e provocaram aglomeração nas estações.

De acordo com o levantamento, a linha Esmeralda registrou dez falhas neste ano, sendo nove delas apenas na gestão da concessionária: uma no dia 1º de fevereiro, três no dia 2, uma no dia 3 e outra no dia 11, além dos transtornos desta segunda-feira (14).

Já na linha Diamante, foram sete falhas este ano, sendo quatro delas do dia 27 de janeiro para cá.

A linha Esmeralda liga Osasco, na Grande São Paulo, à Estação Mendes – Vila Natal, no Grajaú, Zona Sul de São Paulo. Ela possui 19 estações, cerca de 32 quilômetros e transporta, em média, 600 mil passageiros por dia.

O diretor de atendimento de ViaMobilidade, Fernando Nunes, assume a dificuldade inicial e diz que a empresa está trabalhando para melhorar os serviços.

“Temos previsto, no nosso plano de investimento, cerca de R$ 3,8 bilhões pra investimento nos próximos quatro anos. Isso envolve a compra de 36 novos trens, a reforma de 36 das 42 estações que hoje estão em operação, recapacitação do sistema de energia – que foi o que deu problema -, recapacitação do sistema de sinalização e outras grandes intervenções que vão ter que ser feitas”, afirmou.

.

 

.

 

.

G1

mais lidas