Siga nossa Redes
xvideos4.pro julia jerez de garcia salinas.
ngentot pagkantot sa magandang kapitbahay.
www.hotdesimovs.com blowjobs and pussy play.

Sem categoria

Mãe surpreende filhas transexuais com tatuagem de arco-íris e frase ‘Amor é amor’

Publicado

em

Mãe surpreende filhas transexuais com tatuagem de arco-íris e frase 'Amor é amor'

A primeira tatuagem de Maria Mendes, de 52 anos, emocionou internautas

— No país que mais mata transexuais no mundo , uma mãe tatuou em seu braço um coração e as cores do arco-íris com a frase “Love is love” (Amor é amor, em português). Uma das três filhas dela, que é uma mulher transexual, publicou, nesta quinta-feira, a foto da tatuagem, feita no dia anterior, em um grupo voltado para a comunidade LGBTQ no Facebook e deixou internautas emocionados com a atitude carinhosa.

“Somos em 3 irmãs. Fernanda, eu e Bruna. Fernanda e eu somos MULHERES TRANSEXUAIS. E a nossa mãe sempre nos apoiou. Sempre esteve do nosso lado e sempre nos disse que amor é amor acima de qualquer coisa. Que a nossa felicidade é o que importa. E hoje não somente pra mim e minha irmã, mas também pra todas as pessoas LGBT+ ela fez essa linda tatuagem. Provando mais uma vez que o amor é amor acima de tudo. Acima de todos. Foi a primeira tatuagem dela. A primeira vez que ela entra em um estúdio de tattoo. Ela aguentou firme, sem reclamar de dor. Assim como fez, e faz todas as vezes que as pessoas apontam o dedo pra minha irmã e eu. Assim como ela sempre ouve palavras maldosas e as engole. Assim como ela sempre vê olhares tortos e disfarça”, registrou Rafaella Mendes, de 25 anos, na rede social.

Maria fez sua primeira tatuagem nesta quarta-feira Foto: Facebook/Reprodução

Maria fez sua primeira tatuagem nesta quarta-feira Foto: Facebook/Reprodução

A mineira Maria Mendes, de 52 anos, fez sua primeira tatuagem em um estúdio na pequena cidade de Paraopeba, a 100 quilômetros de Belo Horizonte. Em entrevista ao GLOBO, ela ressaltou que acredita em “toda forma de amor”.

— É amor e pronto. Eu falei para minhas filhas: “Se vocês vão ficar felizes, eu vou ficar também”. Há muitas mães e muitos pais com preconceito com os próprios filhos. Esse é o pior preconceito, aquele que ocorre dentro de casa — afirmou.

mais lidas