Siga nossa Redes
xvideos4.pro julia jerez de garcia salinas.
ngentot pagkantot sa magandang kapitbahay.
www.hotdesimovs.com blowjobs and pussy play.

Sem categoria

Lalo Zanini: Reféns

Publicado

em

Lalo Zanini: Reféns

Reféns

Somos “reféns” de alguém que nem conhecemos, que invadiu nossas vidas sem pedir licença e deixando um cenário imprevisível para toda a humanidade.

Sou do ramo de gastronomia há 30 anos, passei por diversas crises no Brasil, algumas longas, outras nem tanto, mas bem ou mal, sempre conseguimos passar, pois tinham uma certa lógica. Hoje, não temos a tal lógica e nem uma expectativa de final.

Todos do nosso ramo estão se reinventando, procurando soluções rápidas para não perder tudo que construíram por toda uma vida. Entre essas soluções, as mais usadas são os delivery’s e take out, que bem ou mal pagam alguns custos das empresas, porém, o mais duro tem sido as demissões em massa, por prioridades. Primeiro os “extras” em seguida as equipes de Salão depois algumas pessoas da cozinha. Se prioriza manter gerentes e sub gerentes, chefs e sub chefs como regra.

Tenho visto e ouvido cenas e relatos que jamais imaginei ver, nem em meus sonhos ou pesadelos mais absurdos. O que entendo, é que tudo mudou e mudará radicalmente, da maneira de servir dentro dos restaurantes até a maneira de entregar via delivery.

Faça um exercício mental e irá entender o que estou falando. Após o retorno e achatamento da curva, serão liberadas as aberturas de restaurantes, você sai para jantar com um casal amigo. Não existirão comprimentos, apenas a distância, mesa de 4 para 4 será impraticável, no mínimo de 6 a 8 lugares para se sentir seguro. Aí o garçom vem tirar o pedido a no mínimo 2 metros, as mesas terão que ter álcool gel central. O barman manda um drink e você higieniza seu copo. E esqueçam a quantidade absurda de funcionários que normalmente tínhamos no salão e cozinha, isso acabou.

Imagino que esta será a realidade do retorno dos restaurantes e varejo em geral. Espero estar enganado, o ideal seria perguntar a nosso “sequestrador”.

Lalo Zanini – CEO da Companhia Gastronômica

Redes Sociais: @lalozanini

mais lidas