Siga nossa Redes
xvideos4.pro julia jerez de garcia salinas.
ngentot pagkantot sa magandang kapitbahay.
www.hotdesimovs.com blowjobs and pussy play.

Colunistas

Kleber Carrilho: E se Bolsonaro não for candidato?

Publicado

em

Kleber Carrilho: E se Bolsonaro não for candidato?

E se Bolsonaro não for candidato?

Está claro que Bolsonaro só será candidato se tiver certeza de que não vai precisar entregar para outro (ou outra) a faixa presidencial em janeiro de 2023. Por isso, de forma mais ou menos transparente, ele sempre deixou a possibilidade de não ser candidato presente no discurso.

Porque, para ele, o melhor dos mundos é vencer nas urnas eletrônicas, no primeiro turno. Isso daria uma possibilidade de reafirmar a certeza de que é o preferido da maioria e permitiria planejar o futuro, inclusive mirando um terceiro mandato.

Mas ganhar no segundo turno de Lula também pode ser bom, porque manteria a legitimidade e também permitiria traçar o futuro sabendo quem continua sendo o principal inimigo.

Perder no voto poderia não ser um problema, se houver a possibilidade de questionar as urnas eletrônicas e inflamar seus defensores para ir para as ruas. Então, o respeito às instituições seria deixado de lado. Porém, para isso, ele teria que ter certeza de que o movimento ocorreria. E ele tem dado sinais claros de que pensa nessa hipótese, mantendo alianças estratégicas com as forças armadas (em minúsculo, porque estamos falando principalmente das bases das Polícias Militares, e não das Forças Armadas).

Contudo, se não houver certeza de que há força para mantê-lo de qualquer forma no Palácio do Planalto, nem certeza da vitória nas urnas eletrônicas, aí não tem Bolsonaro candidato.

Isso mesmo! Sem essa certeza, para a narrativa bolsonarista, vale mais a pena dizer que não confia no sistema, que não quer se misturar com a podridão da política, do que reconhecer uma derrota e sumir do cenário. Além disso, o discurso de ser contra a reeleição já foi usado, e pode ser retomado a qualquer instante. Um ensaio já foi feito na live da última quinta-feira.

Então, aos que acham que 2022 está resolvido, pode ser que nem tenhamos o ator principal. E aí, sabe o que acontece? Não? Nem eu. Mas, com certeza, tenho as minhas desconfianças. Uma delas é a de que, sem Bolsonaro candidato, Lula desaparece. Será?

 

Kleber Carrilho é professor, analista político e doutor em Comunicação Social

Instagram: @KleberCarrilho

Facebook.com/KleberCarrilho

Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

mais lidas