Siga nossa Redes

Polícia

Justiça manda soltar mulher suspeita de matar marido enquanto ele dormia

Redação

Publicado

em

Justiça manda soltar mulher suspeita de matar marido enquanto ele dormia

Policial militar aposentado foi baleado em Araçatuba (SP).
Justiça decidiu pela soltura por ela não tem antecedentes criminais.

A Justiça de Araçatuba (SP) mandou soltar nesta terça-feira (20) a mulher suspeita de matar a tiros o marido, um policial militar aposentado, de 65 anos, enquanto ele dormia. O crime aconteceu na noite de domingo (18), no bairro Morada dos Nobres no Conjunto Habitacional Claudionor Cinti, em Araçatuba.

O juiz Emerson Sumariva Júnior decidiu pela soltura da mulher, de 63 anos, porque ela não tem antecedentes criminais e foi ela mesma quem ligou para a polícia avisando sobre o assassinato. A mulher tinha sido presa e vai responder por homicídio qualificado.

Segundo informações da polícia, a suspeita disse à polícia que cometeu o crime porque estava cansada de ser humilhada pelo marido. O policial militar aposentado foi morto com dois tiros na cabeça.

O corpo do policial aposentado foi encontrado caído na cama em um dos cômodos da casa. Um revólver calibre 38, que teria sido usado no crime, foi apreendido pela polícia. A polícia informou que a arma estava municiada com cinco cartuchos, três cápsulas foram disparadas e duas teriam atingido a cabeça da vítima.

De acordo com o boletim de ocorrência, após cometer o assassinato ela ligou para a polícia e avisou sobre o que tinha acontecido. Quando os policiais chegaram, a mulher aguardava a equipe do lado de fora da casa.

No boletim de ocorrência consta que durante o depoimento ela parecia transtornada e manteve comportamento atípico. Ela disse à polícia que o marido teria cuspido em seu rosto e com frequência a proibia de jantar dentro de casa.

mais lidas