Siga nossa Redes

Sem categoria

Justiça condena acusados de matar delegado de Rio Preto a 30 anos de prisão

Redação

Publicado

em

Justiça condena acusados de matar delegado de Rio Preto a 30 anos de prisão

Além de dois suspeitos, um terceiro foi condenado a 20 anos.Crime foi em junho do ano passado.

Justiça condenou os três acusados de ter participado do latrocínio do delegado de São José do Rio Preto (SP) Guerino Solfa Neto, em junho do ano passado. A decisão foi divulgada nesta quarta-feira (5).

As penas dos três envolvidos somam 80 anos de prisão em regime fechado. Abner Calixto, que confessou ter feito os disparos que matou o delegado, e Rodrigo Geraldo Costa de Lima, que estava com Abner na hora do crime, foram condenados a 30 anos de prisão cada.

Já Elias Fernandes, que segundo as investigações da polícia ajudou na fuga dos dois para São Paulo, foi condenado a 20 anos. Os três estão presos desde a época do crime e, segundo a sentença da Justiça, não poderão responder em liberdade.

  • ‘Morreu por ser policial’, diz delegado que investiga morte em Rio Preto
  • Vídeo mostra depoimento de suspeito de matar delegado em Rio Preto

O caso

O delegado Guerino Solfa Neto foi assassinado em junho do ano passado, com um tiro na cabeça, depois que saiu de uma festa com amigos numa chácara. De acordo com a polícia, ele estava de caminhonete parado no acostamento da BR-153, quando foi abordado por Abner e Rodrigo.

Os três seguiram até uma rua, marginal da rodovia Washington Luís, onde o delegado foi morto. Os criminosos deixaram o corpo no local e fugiram com a caminhonete, a carteira, e a arma dele para São Paulo.

Delegado do Deinter-5, Guerino foi encontrado morto com um fio de celular amarrado em uma das mãos. A caminhonete do delegado foi localizada, na noite do dia 26 de junho do ano passado, no Capão Redondo e, três dias depois do crime, a polícia prendeu o suspeito Abner Saulo Oliveira Calixto, em São Paulo.

Na manhã do dia 30 de junho do ano passado, o segundo suspeito de participar do assassinato foi identificado no Centro de Progressão Penitenciária (CPP) de Rio Preto. Rodrigo Costa já cumpria pena por tráfico de drogas, mas estava de saidinha temporária na hora do crime.

A Polícia Civil prendeu no dia 5 de julho do ano passado o terceiro suspeito de envolvimento na morte do delegado. O suspeito Elias Fernandes Nascimento foi preso em Ipiguá (SP). Segundo as investigações da Polícia Civil, ele é suspeito de ajudar os outros dois presos a cometer o crime e ajudar na fuga para São Paulo.

Segundo suspeito do crime foi preso na região (Foto: Reprodução/ TV TEM)

Segundo suspeito do crime foi preso na região (Foto: Reprodução/ TV TEM)

Caminhonete do delegado foi recuperada pela polícia em São Paulo (Foto: Reprodução/ TV TEM)

Caminhonete do delegado foi recuperada pela polícia em São Paulo (Foto: Reprodução/ TV TEM)

mais lidas