Siga nossa Redes

Judiciário

Juiz rompe lentidão e julga processo em 40 dias

Redação SP

Publicado

em

Juiz rompe lentidão e julga processo em 40 dias

O juiz Christopher Alexander Roisin, da 3ª Vara Cível de São Paulo, já julgou uma ação em dez dias. Ele defende método de padronização para que haja celeridade.

Jair Viana

 

Rompendo a morosidade habitual de um processo, o juiz Christopher Alexander Roisin, da 3ª Vara Cível de São Paulo, inaugurou a celeridade processual e decidiu um processo de indenização, que costuma se arrastar por anos e em alguns casos até década, julgando em quarenta e dois dias.

O processo foi iniciado no dia 3 de novembro último e julgado já na última terça-feira (15/12). O mesmo magistrado já sentenciou um processo em dez dias.

Na opinião de Christopher, todos os processos podem ser rápidos, desde que se tenha método de padronização. Ele também explica que quando o processo requer audiência ou prova pericial, pode levar mais tempo.

Com 12 anos atuando na magistratura, o juiz Christopher tem um currículo que inclui a publicação de dois livros. É pós-graduado em direito constitucional, direito público e tributário. Ele é doutorando em direito civil e mestre em direito civil.

O CASO – No processo julgado na última terça-feira (15), uma mulher foi condenada a indenizar por danos morais dois funcionários de um condomínio localizado nos Jardins, região nobre de São Paulo.

Segundo a denúncia apresentada, Andrea atacou os dois controladores de acesso com agressões verbais racistas e homofóbicas. O valor da indenização é de R$ 60 mil, sendo fixado em R$ 30 mil para cada uma das vítimas.

Publicidade

mais lidas