Siga nossa Redes
xvideos4.pro julia jerez de garcia salinas.
ngentot pagkantot sa magandang kapitbahay.
www.hotdesimovs.com blowjobs and pussy play.

Sem categoria

Jovem atropelada ao sair do carro estava com aliança que daria ao namorado: ‘Sairíamos para jantar’

Publicado

em

Jovem atropelada ao sair do carro estava com aliança que daria ao namorado: 'Sairíamos para jantar'

Nayara Capucci Vaz, de Jundiaí, estava com o avô no momento do acidente em rodovia. Segundo o rapaz, ela havia comentado com amigos que faria surpresa a ele.

Ela comprou uma aliança para a gente e sairíamos para jantar”, era o que esperava o namorado da jovem Nayara Capucci Vaz, de 23 anos, na noite em que morreu atropelada ao sair do carro depois de colidir com uma carreta. O acidente aconteceu na segunda-feira (17), no quilômetro 64 da rodovia dos Bandeirantes, em Jundiaí (SP).

Ao G1, Eduardo Antônio Allendes conta que a garota havia comprado uma aliança de prata, que foi encontrada no bolso dela. Durante o dia, Nayara teria mandado fotos e comentado com amigos que faria uma surpresa ao namorado à noite.

“O par foi encontrado com ela e a avó me disse que irá me entregar, porque era o que a neta queria”. Após o acidente, o namorado recebeu a foto da aliança dos colegas com quem Nayara havia compartilhado.

Jovem mandou foto da aliança para amigos no dia do atropelamento (Foto: Eduardo Allendes/Arquivo pessoal)

Jovem mandou foto da aliança para amigos no dia do atropelamento (Foto: Eduardo Allendes/Arquivo pessoal)

Os dois estavam juntos há um mês e comemorariam a data nesta terça-feira (18). Apesar do pouco tempo de namoro, o casal tinha planos para o futuro.

“A Nayara passou nesta vida fazendo o bem para a família, amigos e todos os que a rodeavam. Tínhamos planos para viajar e programas com casais de amigos, tudo que nos levava para casarmos um dia.”

Última ligação

Eduardo lembra que Nayara saiu do trabalho e ligou dizendo que o carro não pegava. A garota, então, pediu ajuda ao avô, que a acompanhava no momento do acidente. “Ela estava preocupada, chorando e dizendo como que iria trabalhar no dia seguinte. Tentei acalmá-la. Expliquei que imprevistos assim acontecem e que devia ficar calma. Depois, falei para me avisar assim que chagassem na casa do avô”, diz.

A ligação entre o casal foi às 19h50, cerca de uma hora antes do acidente. Neste período, o engenheiro foi até a academia e deixou o celular guardado. Segundo Eduardo, Nayara ligou novamente 20h35, minutos depois do acidente com a carreta e momentos antes de ser atropelada.

“Meu celular estava no bolso e não ouvi. Vi a ligacão 20h40, mas não chegou a tocar. Mandei algumas mensagens preocupado, mas pensei que a bateria dela tivesse acabado. Já tinha acontecido tudo”, lamenta.

Nayara e Eduardo namoravam há um mês (Foto: Arquivo pessoal)

Nayara e Eduardo namoravam há um mês (Foto: Arquivo pessoal)

Ainda segundo o namorado, o carro em que a jovem e o avô estavam rodou na rodovia com o impacto da carreta, porém, ninguém ficou ferido. Entretanto, o veículo parou na contramão, na primeira faixa, e depois foi empurrado até o acostamento.

“Estavam ambos seguros até então. Ele [avô] foi falar com o motorista da carreta e ela saiu do carro com o celular e me ligou. Acredito que estava desnorteada pela batida, não sei explicar porque andou pela pista.”

O avô estava próximo do segundo acidente, porém, não chegou a ser ferido. “Ele [avô] pensou que um carro tivesse batido, pelo barulho, mas não imaginou que fosse a neta atropelada. Ele a viu no chão. Está arrasado”, conta.

A polícia foi ao local e os motoristas envolvidos no acidente fizeram o teste do bafômetro, que deu negativo para a presença de álcool no sangue. O caso foi apresentado no plantão policial de Jundiaí.

O corpo da jovem foi liberado na manhã de terça-feira (18) e foi encaminhado para o Crematório de Campinas.

mais lidas