Siga nossa Redes
xvideos4.pro julia jerez de garcia salinas.
ngentot pagkantot sa magandang kapitbahay.
www.hotdesimovs.com blowjobs and pussy play.

Sem categoria

Janaina Paschoal chama líder do PSL de ‘Pau mandado do PT’

Publicado

em

Gazeta do Povo

Deputada interrompeu a fala de Gil Diniz e o acusou de desrespeitar a bancada do PSL; discussão fez a sessão ser interrompida por cinco minutos

A deputada  Janaina Paschoal (PSL) discutiu na noite desta terça-feira (26) com o líder do PSL na Assembleia Legislativa de São Paulo (Alesp), Gil Diniz, e o acusou de ser “pau mandado do PT”. “Vossa excelência está obedecendo o PT, quem está mandando na bancada é o Barba [Teonílio Barba, líder do PT], que brincadeira é essa?”, questionou Janaina.

Exaltada, a deputada interrompeu Diniz enquanto ele falava na tribuna da Casa e também disse que ele desrespeita a bancada do PSL. “Vossa excelência está desmoralizando seus colegas de partido”, afirmou Janaina. Ela precisou ser acalmada por outros deputados.

Ao responder as acusações, Diniz disse a Janaina que, se ela quisesse ser líder do PSL, que ela conquistasse os votos da bancada.

A discussão entre os dois foi porvavelmente foi um projeto que aumenta em 5% o salário dos policiais, mas durante a sessão não ficou claro qual o ponto que irritou Janaina. Os parlamentares ainda não comentaram a briga na manhã desta quarta-feira (27) nem o motivo.

Janaina e Diniz são do mesmo partido, mas têm várias posicões diferentes e divergem, inclusive, dentro do PSL. A deputada adota posição independente do governo João Doria (PSDB) e de sua própria bancada e defende candidaturas avulsas, sem a necessidade de partido. Candidatos sem partido não são permitidos no Brasil.

Já Diniz nunca exigiu que os colegas de bancada votassem como ele, deixando-os livres para votar como preferissem. Ligado às polícias, ele costuma ser crítico ao governo Doria e é alinhado à família Bolsonaro. Por isso, pretende deixar o PSL rumo ao Aliança Pelo Brasil , novo partido do presidente Jair Bolsonaro .

 

 

 

 

Por iG

mais lidas