Siga nossa Redes
xvideos4.pro julia jerez de garcia salinas.
ngentot pagkantot sa magandang kapitbahay.
www.hotdesimovs.com blowjobs and pussy play.

Esportes

Intensidade com serenidade e força defensiva ditam sucesso de Galo, Palmeiras e Flamengo

Publicado

em

Governo enviou 300 servidores para ajudar em buscas no Amazonas

Análise de expectativa de gols (xG) mostra como estão os desempenhos ofensivo e defensivo dos 20 times da Série A no momento em que se preparam para o segundo turno

Atlético-MG, Palmeiras e Flamengo têm o melhor aproveitamento de pontos no primeiro turno, os três com jogos ainda por disputar, e análise da expectativa de gols do trio deixa evidente o motivo do sucesso neste momento do Brasileirão 2021: além de finalizarem muito, em média fazem isso nais de perto do gol, como mostra o gráfico de expectativa de gol (xG) elaborado pelo economista Bruno Imaizumi em parceria com o Espião Estatístico.

O Flamengo é o time com maior média de finalizações por partida (16,4) e por isso aparece tão à direita no gráfico de desempenho ofensivo (abaixo). Quanto mais um time finaliza, mais à direita ele aparece. E estão mais no alto do gráfico os times que fazem essas finalizações, grosso modo, mais próximo do gol. O Flamengo é o time com mais finalizações de dentro da área (153 vezes com média de 9,6 por partida). O contraponto está no desempenho do Internacional, equipe que faz 58% de suas finalizações de dentro da área, segunda maior marca, mas o desempenho não é tão bom porque fazem isso poucas vezes em cada jogo. No total, o Inter finaliza 11,4 vezes por jogo, apenas a 11ª média ofensiva.

 — Foto: Espião Estatístico

— Foto: Espião Estatístico

Mas não basta ser uma equipe que ataca muito e que leva muito risco aos adversários. É preciso ter equilíbrio, uma defesa compacta que permita poucas chances aos adversários. E como mostra o gráfico mais abaixo, Atlético-MG e Flamengo são mestres nisso, as duas equipes empatadas no arredondamento como as que menos permitem finalizações aos adversários (9,7 por partida).

A importância do equilíbrio entre ataque e defesa fica evidente quando analisados, no gráfico abaixo, o desempenho defensivo de times como São Paulo e Santos, que estão entre os times que menos finalizações sofrem. No caso do São Paulo, seu ataque finaliza pouco (gráfico acima); no caso do Santos, apesar de sofrer poucas finalizações, essas conclusões de adversários são feitas de muito perto do gol santista (57% das finalizações sofridas ocorrem dentro da área, com chances mais altas de virar gol) e, por isso, o Santos aparece tão no alto no gráfico abaixo: porque a chande de seus adversários fazerem um gol e alta.

 — Foto: Espião Estatístico

— Foto: Espião Estatístico

O Corinthians é o caso oposto: aparece tão embaixo no gráfico defensivo porque as finalizações dos adversários têm baixas chances de virar gol, principalmente pelo desempenho defensivo do Corinthians como visitante, onde sofre um gol a cada 30,8 finalizações sofridas. É quando enfrentam o Corinthians que os adversários fazem proporcionalmente mais finalizações de fora da área: 54% de todas as finalizações feitas contra a equipe paulista são feitas de fora da área, de onde é mais difícil marcar. É a maior marca do campeonato.

*A equipe do Espião Estatístico é formada por: Guilherme Maniaudet, Guilherme Marçal, Leandro Silva, Mateus Pinheiro, Roberto Maleson e Valmir Storti.

.

.

.

Globo Esporte

mais lidas