Siga nossa Redes
xvideos4.pro julia jerez de garcia salinas.
ngentot pagkantot sa magandang kapitbahay.
www.hotdesimovs.com blowjobs and pussy play.

Sem categoria

Idosa atropelada por ônibus não resiste e morre no hospital em Catanduva

Publicado

em

Idosa atropelada por ônibus não resiste e morre no hospital em Catanduva

A vítima Conceição Barbosa Tassi, de 70 anos, vítima de atropelamento na manhã de segunda-feira (07), não resistiu aos ferimentos e morreu às 20h23 desta quarta-feira (09), em Catanduva.

Segundo o Plantão Policial, uma funcionária do Hospital Padre Albino, entrou em contato por telefone para informar que a paciente estava internada na Unidade de Terapia Intensiva (UTI), mas devido ao seu estado de saúde, não resistiu e faleceu.

Conforme divulgado pelo Alta Tensão, por volta das 7h50 de segunda-feira, policiais militares compareceram na esquina das ruas Pirajuí com São Manoel, onde foi apurado que a vítima havia sido atropelada por um ônibus.

Durante o atendimento da ocorrência, o motorista do coletivo afirmou que transitava com o ônibus pela rua Pirajuí, no sentido da rua Altair/Jardim Soto e após parar no ponto entre as ruas Altair e São Manoel, local onde desceram alguns passageiros, seguiu em frente pela rua em que trafegava.

Na altura da rua Andradina o motorista do ônibus foi abordado por um condutor de outro veículo, que informou que ele havia atropelado uma mulher. O motorista do coletivo retornou ao local e se deparou com a vítima caída na rua, apresentando lesões nos membros inferiores.

A idosa foi socorrida pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU) e levada ao pronto socorro do Hospital Padre Albino em estado grave, sendo necessária a amputação das pernas.

A Polícia Técnica compareceu no local do acidente. As causas e responsabilidades do atropelamento serão investigadas pela Polícia Civil.

Na tarde de terça-feira (08), a empresa de ônibus Jundiá divulgou uma nota sobre o caso, lamentando profundamente o ocorrido, estando no aguardo da apuração que está sendo feita pela Polícia Civil, através da perícia técnica e investigação.

O caso foi registrado como lesão corporal culposa na direção de veículo automotor, mas com a morte da vítima poderá ser considerado como homicídio culposo na direção de veículo automotor.

mais lidas