Siga nossa Redes
xvideos4.pro julia jerez de garcia salinas.
ngentot pagkantot sa magandang kapitbahay.
www.hotdesimovs.com blowjobs and pussy play.

Sem categoria

Hospital de Bilac continua fechado após impasse em reunião

Publicado

em

Hospital de Bilac continua fechado após impasse em reunião

Valor que municípios precisam repassar para hospital causa discussão.
Funcionários estão em greve e pacientes foram transferidos.

O único hospital de Bilac (SP) vai continuar fechado e ainda sem uma certeza de quando vai voltar a funcionar. Isso porque prefeitura e os administradores do hospital não chegaram a um acordo nesta sexta-feira (24).

Prefeitos e secretários de Saúde das quatro cidades atendidas pelo hospital se reuniram com representantes da associação que administra a unidade. A principal discussão: o valor que os municípios precisam repassar para o hospital reabrir. Segundo os administradores o gasto mensal é de R$ 180 mil.

Para a prefeitura de Bilac, que das quatro tem o maior número de habitantes, o repasse seria de R$ 66 mil. “Me comprometi a repassar e agora ficou para decidir as outras cidades, para reabrir o hospital não depende só da situação de Bilac”, afirma o prefeito Vitor Botini.

O fim da novela depende agora da resposta positiva dos outros três municípios: Gabriel Monteiro (SP), Piacatu (SP) e Santópolis do Aguapeí (SP), que teriam que repassar juntos mais de R$ 100 mil. O representante da associação que administra o hospital disse que uma nova decisão pode ser anunciada na próxima quarta-feira, quando deve acontecer outra reunião.

“Havendo a posição definitiva elaboramos o contrato e pedimos 10 dias para sentar com os funcionários que estão em greve e restabelecer as atividades”, afirma Marcos Alexandre Petrelli, diretor operacional da associação.

A reunião aconteceu no mesmo dia em que terminou o prazo da recomendação do Ministério Público para que as prefeituras resolvessem o problema. O promotor disse que representantes da prefeitura de Gabriel Monteiro protocolaram  um requerimento pedindo  mais dez dias de prazo para tentar encontrar uma solução. O promotor disse ainda que aguardava a posição das outras prefeituras.

O MP acompanha o caso desde agosto do ano passado. O inquérito civil já tem mais de três mil páginas e, há uma semana, os pacientes que estavam internados foram transferidos para hospitais da região e as portas da unidade fechadas.

O problema começou no fim de janeiro quando os funcionários do hospital entraram em greve por falta de pagamentos. Até semana passada a unidade ainda atendia das 7h às 19h casos de urgência e emergência, mas atualmente quem mora e, Bilac só tem atendimento de saúde na unidade básica da cidade que só  funciona durante o dia.  Segundo a prefeitura, ambulâncias estão de plantão 24 horas para levar os pacientes mais graves pra Birigui (SP).

O prefeito de Santópolis do Aguapeí disse, no fim da tarde, que a situação financeira da cidade o impede de ajudar no custeio do hospital e que vai passar a mandar os pacientes pra Santa Casa de Birigui, que já era um hospital de referência para o município.

A prefeitura de Gabriel Monteiro disse que ainda está estudando novas soluções para o problema, mas que não tem o dinheiro pedido pelos administradores do hospital. Com a saída de Santópolis do rateio, as prefeituras de Gabriel Monteiro e Bilac disseram que a situação fica ainda mais complicada. O prefeito de Piacatu não foi encontrado para falar sobre o assunto.

mais lidas