Siga nossa Redes
xvideos4.pro julia jerez de garcia salinas.
ngentot pagkantot sa magandang kapitbahay.
www.hotdesimovs.com blowjobs and pussy play.

Sem categoria

Homens mataram e depois estupraram meninas de três anos em SP, diz polícia

Publicado

em

Homens mataram e depois estupraram meninas de três anos em SP, diz polícia

Dois homens foram presos nesta sexta-feira (20) e, segundo a policia, um deles confessou o crime. Corpos das meninas Mel e Bia foram enterrados na Zona Leste.

A delegada Ana Paula Rodrigues, titular da 5ª Delegacia de Repressão a Crimes contra Crianças e Adolescentes do DHPP, disse em entrevista coletiva na tarde desta sexta-feira (20) que as duas meninas de três anos encontradas mortas na Zona Leste de São Paulo foram assassinadas e depois estupradas por dois homens. Eles foram presos na manhã desta sexta.

Polícia prende dois homens pelo assassinato das meninas na zona leste da capital

Polícia prende dois homens pelo assassinato das meninas na zona leste da capital

Os corpos de Adrielli Mel Porto, a Mel, de 3 anos e 8 meses, e de Beatriz Moreira dos Santos, a Bia, de 3 anos e 11 meses, foram velados e enterrados nesta sexta no Cemitério da Saudade. Elas desapareceram no dia 24 de setembro e os corpos foram encontrados dentro de um veículo no dia 12 de outubro.

Segundo a polícia, Marcelo Pereira de Souza confessou seu envolvimento no crime, e Everaldo Jesus Santos também teria participação. Um deles, de 37 anos, já cumpriu pena por estupro. A policia não apresentou qualquer laudo sobre a autoria do crime.

“Segundo depoimento do Marcelo, que confessou o crime, ele nos disse que atraíram as crianças com doces. Eles levaram as duas até um barraco e disseram para as crianças que lá teriam mais doces. Eles mataram primeiro e depois estupraram as crianças”, disse a delegada.

Everaldo está prestando depoimento na tarde desta sexta-feira, de acordo com a delegada. Ela explicou que Marcelo não sabia os nomes das crianças e as tratava, durante o depoimento, pela cor da pele. “Ele nos disse que matou e estuprou a branquinha, que é a Beatriz.”

A delegada disse que ele foi indiciado por sequestro, estupro de vulnerável, homicídio e ocultação de cadáver.

Durante a investigação, a polícia descobriu que “Everaldo teve uma briga com Allan, pai da Adrielly, pois ele o teria acusado de roubar drogas dele”.

Ainda durante o depoimento de Marcelo, ele disse à polícia, que “pegaram as crianças entre 15h e 16h do dia do desaparecimento (24 de setembro) e que esperaram anoitecer para sair com as crianças e colocar na Fiorino. Eles não fecharam a porta da Fiorino para não chamar a atenção dos vizinhos”.

Dois homens são presos por assassinar meninas na Zona Leste

Dois homens são presos por assassinar meninas na Zona Leste

Em seu depoimento, Marcelo disse ter sofrido violência sexual quando criança. “Ele sofreu violência sexual por parte dos primos quando tinha 12 anos. Ele confessou o crime e disse que precisa de tratamento.”

A polícia ouviu o depoimento da mulher dele, mas não divulgou o nome dela. “Ela disse, no dia seguinte ao desaparecimento, ter confessado para ela ter matado e estuprado as crianças com o Everaldo. Por isso a mulher nos disse que não conseguia mais dormir com ele.”

“Ela disse ainda que, quando estava grávida da filha, que hoje tem 4 anos, que o Marcelo, quando soube que era uma menina, que tinha medo porque ele tinha atração por crianças do sexo feminino”, afirmou a delegada.

As duas crianças foram mortas, de acordo com a polícia, por asfixia. “Os corpos estavam em estado de putrefação instalado. Foi encontrado um vermelho nos dentes das crianças, o que chamamos tecnicamente de dentes rosados. Esse é um dos indícios de asfixia, pois quando se asfixia uma criança rompem-se pequenos vasos na boca e que mancham os dentes.”

Eles tiveram a prisão temporária decretada.

Tortura

Homens teriam sido torturados por suspeita de participação em crime (Foto: Reprodução/TV Globo)

Homens teriam sido torturados por suspeita de participação em crime (Foto: Reprodução/TV Globo)

A delegada esclareceu o motivo de os dois presos terem sido ouvidos no começo da semana e liberados em seguida. “Não havia indícios de que eles teriam envolvimento com esse caso. Membros da comunidade e criminosos da região sequestraram os dois e os torturaram. Eles foram liberados, mas foram monitorados, pois Marcelo já tinha cumprido pena de 6 anos por ter molestado a filha de 7 anos da então namorada em 2005. Naquela época ele foi preso em flagrante.”

No domingo (15), os dois chegaram a ser torturados por moradores da região, que suspeitavam do envolvimento deles no crime. Na ocasião eles foram liberados pela polícia e negaram participação no caso.

Os dois homens foram encontrados na segunda-feira (16) em um barraco no Jardim Queralux, na Zona Leste, machucados e amarrados.

A polícia foi até o local após receber uma denúncia, e os homens disseram que tinham sido torturados por pessoas que achavam que eles teriam participado da morte das meninas.

Os dois disseram à polícia que foram pegos por homens que estavam em um carro vermelho, no fim da tarde de domingo, e que foram torturados para confessar que mataram as meninas, mas negaram o crime.

Fiorino, onde corpos foram achados, estava em terreno; chinelo de uma das crianças foi reconhecido pelos familiares (Foto: Reprodução/TV Globo)

Fiorino, onde corpos foram achados, estava em terreno; chinelo de uma das crianças foi reconhecido pelos familiares (Foto: Reprodução/TV Globo)

mais lidas