Siga nossa Redes
xvideos4.pro julia jerez de garcia salinas.
ngentot pagkantot sa magandang kapitbahay.
www.hotdesimovs.com blowjobs and pussy play.

Política

Haddad é vice de Lula, Katia Abreu, de Ciro, e general, de Bolsonaro; Manuela sai a pedido do PT.

Publicado

em

Haddad é vice de Lula, Katia Abreu, de Ciro, e general, de Bolsonaro; Manuela sai a pedido do PT.

Veja quais são as notícias de destaque nos matutinos brasileiros

Os indicações de Lula e Bolsonaro para as vagas de vice em suas chapas ganham destaque nos principais jornais. O Globo destaca que o ex-presidente Lula indicou o ex-prefeito de São Paulo Fernando Haddad como seu candidato a vice e afirma que o PT negociou a saída de Manuela D’Ávila (PCdoB) da disputa presidencial.

Caso a candidatura de Lula seja impugnada pela justiça, cenário mais provável, Manuela pode compor a chapa no lugar do ex-presidente. “Lula indica Haddad, e Bolsonaro vai com general Mourão”, informa a manchete do Globo.

O Estado de S.Paulo destaca que, além de a Executiva Nacional do PT aprovar neste domingo (5) o nome do ex-prefeito Fernando Haddad para assumir o posto de vice de Lula nas eleições, o partido dos trabalhadores fechou aliança com PCdoB, que passa a integrar a coligação formada por PROS e PCO.

Segundo o matutino, enquanto Lula permanece na prisão em Curitiba, condenado por corrupçãol, Haddad deve se tornar o porta-voz principal do ex-presidente. “PT define Haddad como vice de Lula e fecha com PCdoB”, sublinha a manchete do Estadão.

A Folha de S.Paulo mostra que Bolsonaro (PSL) decidiu indicar o general da reserva Hamilton Mourão para a vaga de vice em sua chapa presidencial e destaca que o anúncio aconteceu durante evento do PRTB, partido de Mourão. O general não é o vice dos sonhos de Bolsonaro.

O matutino lembra a busca do ex-capitão por um parceiro e mostra que o tempo de TV do presidenciável do PSL pouco aumenta com a entrada de Mourão. “Bolsonaro anuncia Mourão, general da reserva, como vice”, destaca o título principal da Folha.

Na primeira página, a Folha comenta o suposto atentado com drones contra o ditador Nicolás Maduro no sábado (4), em Caracas.

A Venezuela afirma ter detido seis pessoas por suspeita de participação no “ataque”. A Folha afirma que o grupo Movimento Nacional dos Soldados com Camisetas assumiu a responsabilidade pelo ataque.

mais lidas