Siga nossa Redes
xvideos4.pro julia jerez de garcia salinas.
ngentot pagkantot sa magandang kapitbahay.
www.hotdesimovs.com blowjobs and pussy play.

Polícia

Guarda baleado em assalto fala de recuperação: ‘Não perdi uma perna, ganhei uma vida nova’

Publicado

em

Guarda baleado em assalto fala de recuperação: 'Não perdi uma perna, ganhei uma vida nova'

Dois guardas foram baleados durante um tiroteio após um assalto a uma joalheira em Rio Preto que terminou em tiroteio. Garoto morreu em ação.

O guarda municipal que foi baleado durante um tiroteio após um assalto a uma joalheria no Centro de São José do Rio Preto (SP) gravou um vídeo (VEJA ACIMA) nesta quinta-feira (3) em que fala sobre o acontecido no dia 15 de julho. No tiroteio, outra guarda foi baleada e uma bala perdida matou um jovem de 17 anos.

Cleiton Gomes ainda está internado na Santa Casa de Rio Preto e teve a perna amputada por causa do ferimento causado pelo tiro. A agente Tássia Dourado, colega dele, que também levou um tiro já teve alta e se recupera em casa.

“Antes da amputação tinha certeza que queria voltar para a Guarda, mas hoje eu não sei. Minha vontade é trabalhar, primeiro momento a gente fica chocado, mas agora é bola para frente. Não fico me perguntou porque aconteceu comigo, acredito que era para acontecer. Não perdi uma perna, ganhei uma vida nova, e essa vida veio sem perna, agora é reabilitar e ajudar minha família, minhas filhas”, afirma Cleiton.

Cleiton afirma que não sabia que estava acontecendo um assalto à joalheira na hora. Ele explica que estava com a Tássia no Centro da cidade, quando uma pessoa avisou que estava acontecendo algo na loja, mas não disse o que era. Cleiton levou quatro tiros, um na perna, um no braço e dois no tórax, que pegaram no colete dele.

  • Polícia encontra casa usada por quadrilha antes de assaltar joalheria e provocar tiroteio

“Acredito que fizemos o correto. Porque não fomos a joalheria para tentar combater o que estava lá dentro, fomos verificar que tipo de ocorrência seria, para pedir apoio ou não. Infelizmente trombamos com o meliante e não tinha como combater. Se ele tivesse passado que tinha gente armada dentro da joalheria eu não teria ido, chamaria a central para tomar o melhor procedimento”, afirma o guarda.

Cleiton Gomes segue internado na Santa Casa de Rio Preto (Foto: Reprodução)

Cleiton Gomes segue internado na Santa Casa de Rio Preto (Foto: Reprodução)

Caso

Três suspeitos de fazerem parte da quadrilha já foram presos pela Polícia Civil em São Paulo e também na Baixada Santista. Câmeras de segurança registraram a ação dos criminosos, que também deixou dois guardas municipais feridos (VEJA ABAIXO). Nas imagens é possível ver o momento em que um carro estaciona em frente a loja que foi assaltada. Três ladrões descem, o carro faz o retorno e estaciona do outro lado da rua.

Dentro da joalheria, os assaltantes rendem as funcionárias e pegam joias, semijoias e relógios. Ao saber do assalto, dois guardas municipais se aproximam, descem da bicicleta e, neste momento, um dos criminosos que estava no carro desce, atravessa a rua e atira contra os dois.

De acordo com a polícia, são pelo menos cinco suspeitos, três que estavam dentro da joalheria e dois que os esperavam em um carro do lado de fora. A polícia diz que foi um destes dois que começou os disparos.

Durante a tarde de sábado, dois homens foram detidos suspeitos de cometerem o crime, prestaram depoimento, negaram a participação no crime e foram liberados.

mais lidas