Siga nossa Redes
xvideos4.pro julia jerez de garcia salinas.
ngentot pagkantot sa magandang kapitbahay.
www.hotdesimovs.com blowjobs and pussy play.

Política

Governo realiza fórum sobre proteção integrada de fronteiras

Publicado

em

Governo realiza fórum sobre proteção integrada de fronteiras

Evento acontece na Semana Nacional de Políticas sobre Drogas

O Gabinete de Segurança Institucional (GSI) da Presidência da República e o Ministério da Justiça e Segurança Pública (MJSP) deram início, hoje (23), ao Fórum sobre Proteção Integrada de Fronteiras e Divisas. O objetivo é promover a integração nas esferas públicas para o fortalecimento da prevenção, do controle, da fiscalização e da repressão aos ilícitos transnacionais nas regiões de fronteiras e divisas.Governo realiza fórum sobre proteção integrada de fronteirasGoverno realiza fórum sobre proteção integrada de fronteiras

Para o ministro chefe do GSI, Augusto Heleno, o enfrentamento ao crime organizado “desafia a capacidade de Estado do governo brasileiro”, diante das dimensões das fronteiras do país, portos e aeroportos, que acabam escoando uma enorme quantidade de drogas para Europa, África e Estados Unidos.

“A América do Sul é o maior centro de cultivo, produção e distribuição de cocaína do planeta, alcançando 75% de toda a oferta global de drogas. A região é também a maior produtora de maconha do mundo e concorre ainda para o contrabando internacional de armas, cigarros, agrotóxicos e outros produtos”, disse Heleno, na abertura do evento, no Palácio do Planalto, com a presença do presidente Jair Bolsonaro, do vice-presidente Hamilton Mourão, ministros de Estado e outras autoridades.

O fórum acontece até amanhã (24) no contexto da Semana Nacional de Políticas sobre Drogas, e reúne representantes de secretarias de Segurança Pública de 15 estados e de outros órgãos federais que integram o Programa de Proteção Integrada de Fronteiras (PPIF).

Criado em 2016, o programa conta com a atuação de 14 órgãos federais oriundos do GSI, MJSP, ministérios da Defesa, das Relações Exteriores, da Economia, da Agricultura, do Desenvolvimento Regional e do Ministério Público Federal, além de estados e municípios. “Ele é um guarda-chuva do Estado para efetiva governança e orientação da proteção das fronteiras em suas três dimensões, terrestre, marítima e aérea, e na integração com os países vizinhos nesses esforço conjunto de combate ao ilícito transnacional”, disse o general.

Para o ministro chefe do GSI, as operações interagências têm se mostrado “altamente eficazes” no enfrentamento a esses crimes , citando as operações Ágata, liderada pelo Ministério da Defesa, Hórus e Vigia, lideradas pelo MJSP, e Fronteira Blindada e Escudo, da Receita Federal.

.

.

.

Agência Brasil

mais lidas