Siga nossa Redes
xvideos4.pro julia jerez de garcia salinas.
ngentot pagkantot sa magandang kapitbahay.
www.hotdesimovs.com blowjobs and pussy play.

Política

Governo de SP vai distribuir vacinas contra Covid-19 da Pfizer e da Janssen para todos os municípios

Publicado

em

Governo de SP vai distribuir vacinas contra Covid-19 da Pfizer e da Janssen para todos os municípios

Até agora, vacinas da Pfizer estavam restritas à capital. Imunizante da Janssen, que deve desembarcar no Brasil na próxima semana, também seria distribuído apenas às capitais, segundo recomendação do Ministério da Saúde. Ampliação do prazo de validade está sendo avaliada.

O estado de São Paulo vai distribuir vacinas contra Covid-19 fabricadas pela Pfizer e pela Janssen para todos os municípios a partir da próxima semana, segundo declarou a coordenadora do Programa Estadual de Imunização, Regiane de Paula, em entrevista ao G1.

Até agora, as vacinas da Pfizer estavam restritas à capital. As vacinas da Janssen, que podem desembarcar no Brasil já na próxima quinta-feira (15), também seriam distribuídas apenas às capitais, segundo recomendação do Ministério da Saúde.

No entanto, por conta de um acordo assinado entre o governo estadual e os municípios paulistas, as 652 mil doses do imunizante da Janssen que o estado espera receber do governo federal serão enviadas para todas as cidades do estado.

A coordenadora do Programa Estadual de Imunização, Regiane de Paula, afirma que a distribuição de Pfizer e Janssen para todos os 645 municípios é possível por conta da capilaridade do sistema de saúde do estado.

“Sabendo que os municípios de SP têm a capilaridade que traz condições de fazer a aplicação deste público, nós decidimos, em decisão bipartite, com os 645 municípios, que todos vão receber da mesma maneira a vacina da Pfizer e agora a vacina da Janssen”, disse a coordenadora.

 

A vacina da Pfizer estava restrita às capitais porque precisava ser armazenadas em caixas com temperaturas entre -25°C e -15°C por, no máximo, 14 dias. No entanto, no último dia 28, a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) autorizou novas condições de armazenamento para a vacina, que agora pode ser mantida em temperatura controlada entre 2ºC e 8ºC por até 31 dias.

No caso da vacina da Janssen, cujo primeiro lote é esperado na próxima terça-feira (15), o Ministério da Saúde declarou que ela seria distribuída apenas para as capitais por conta da proximidade do prazo de validade. Os 3 milhões de doses que devem chegar na semana que vem têm vencimento em 27 de junho. A chegada dessas doses, no entanto, ainda depende de uma liberação da agência americana reguladora de medicamentos.

Foto de 2 de dezembro de 2020 da Johnson & Johnson mostra ampolas da vacina da Janssen contra a Covid-19 — Foto: Johnson & Johnson via AP

Foto de 2 de dezembro de 2020 da Johnson & Johnson mostra ampolas da vacina da Janssen contra a Covid-19 — Foto: Johnson & Johnson via AP

Apesar da recomendação do governo federal de concentrar o imunizante nas capitais, a secretaria da Saúde de São Paulo avalia que o estado tem capacidade de utilizar todas as 652 mil doses da Janssen que deve receber dentro do prazo, e que por isso é possível distribuí-las para todas as cidades.

Ainda segundo a coordenadora do Programa Estadual de Imunização, as doses da Janssen devem ser utilizadas na vacinação de pessoas com idade de 55 a 59 anos, que terá início na próxima quarta-feira (16) em São Paulo.

Ampliação de validade

 

A ampliação da validade da vacina da Janssen, que já foi aprovada nos Estados Unidos, também está sendo avaliada no Brasil, segundo a coordenadora do Programa Estadual de Imunização, Regiane de Paula.

O governo de São Paulo aguarda uma definição sobre eventual novo prazo de validade, que deve ser finalizada ainda nesta sexta (11), mas alega que é capaz de utilizar as vacinas recebidas mesmo se o prazo não for estendido.

“A gente aguarda uma definição [sobre a prorrogação da validade]. Eles estão reunidos, representantes do Conass, Conasens e do PNI, e a gente aguarda uma deliberação para hoje [sexta]”, disse Regiane de Paula.

“Se isso não acontecer o estado está preparado para colocar, dia 15, na rede, 650 mil doses nos 645 municípios. Todos os municípios já estão avisados, aguardando a chegada da vacina”, completou.

.

.

.

Fontes: G1 – Globo.

mais lidas