Destaque Principal Geral

Governo de SP permite trabalho interno em escritórios de advocacia e contabilidade

Redação
Escrito por Redação

Exceções são para trabalho interno nos escritórios, além de funcionamento de prédios comerciais e lojas de peças e acessórios para veículos automotores; medida anterior manteve apenas serviços essenciais de saúde, alimentação e segurança.

O Comitê de Operações de Emergência de São Paulo publicou no Diário Oficial do estado neste sábado (4) exceções à quarentena para escritórios de advocacia, contabilidade, funcionamento de prédios comerciais e lojas de peças e acessórios para veículos automotores.

O Comitê é responsável pelo Centro de Contingência do coronavírus, que estabeleceu a quarentena de terça-feira (24) a terça-feira (7). A medida anterior obrigou o fechamento do comércio e manteve apenas os serviços essenciais, como as áreas de saúde, alimentação e segurança.

De acordo com as novas regras, ficam autorizadas as atividades internas de escritórios de advocacia ou contabilidade sem acesso de clientes.

A exceção também passa a valer para funcionamento de prédios comerciais, sem prejuízo de eventuais restrições específicas sobre suas unidades, e para estabelecimentos comerciais de peças e acessórios para veículos automotores;

A medida de quarentena não atinge a manutenção de serviços de entrega de delivery e drive thru por estabelecimentos comercias ou prestadores de serviço.

219 mortes

A Secretaria de Saúde do Estado de São Paulo registrou nesta sexta-feira (3) 219 mortes relacionadas ao novo coronavírus. O número é três vezes maior que o da última sexta (68 mortes). Os casos confirmados também quadruplicaram, saltando de 1.223 para 4.048.

O total soma 121 homens e 98 mulheres. Até o momento, cerca de 90% deles ocorreram em serviços privados.

Entre as 219 mortes, 24 tinham mais de 90 anos; 57 na faixa de 80-89 anos; 66 entre 70-79; 45 de 60-69 anos. As demais vítimas incluem pessoas com menos de 60 com comorbidades que, assim como os idosos, representam grupo mais vulnerável a complicações da Covid-19.

Sobre o autor

Redação

Redação

%d blogueiros gostam disto: