Destaque Principal Sem categoria

Fui traída e não consigo sentir prazer, o que fazer? Delas Responde

Redação
Escrito por Redação

Especialistas orientam leitora com dificuldade em sentir prazer após uma série de traições

É fato: muitas mulheres têm dificuldade em sentir prazer. Por mais envolvidas que estejam na relação, o orgasmo não acontece e o sexo termina em frustração. Segundo especialistas, os motivos que levam a isso variam. No caso de uma leitora do Delas, um histórico de traições tem afetado a sua vida sexual.

mulher triste no quarto

shutterstock Muitas mulheres sentem dificuldade em sentir prazer durante o sexo e não conseguem atingir o orgasmo

A mulher, que optou pelo anonimato, nos enviou um relato onde conta que embora já tenha se relacionado com várias pessoas, não consegue ter orgasmo . Ela começa dizendo que não sabe exatamente quando seu “problema” começou, mas acredita que tenha ligação com alguns fatos da infância. “Meu pai nunca foi fiel à minha mãe. Enquanto eu crescia, pensava em não amar como ela o amava”, fala.

Outro ponto-chave foi a sua criação cristã, onde aprendeu que só deveria ter relações sexuais após o casamento. Por isso, embora sentisse muita vontade de fazer sexo com os namorados que teve, resistiu. Nesse caminho, foi traída algumas vezes e acabou fazendo sexo antes do casamento – quando sentiu orgasmo pela primeira e única vez. “Fiquei muito triste, porque era o meu sonho casar virgem. Me culpei muito após essa relação”, lamenta.

“Terminamos o namoro e me casei com uma pessoa que não amava e que nunca me deu prazer. Eu não sentia desejo algum por ele mesmo tentando o máximo. Meu agora ex-marido me traiu e foi embora de casa. Desde então tento sentir prazer com outras pessoas e até agora nada”, continua.

Ela finaliza: “Todo mundo goza à vontade e eu até hoje não sei o que isso significa, a não ser quando me masturbo, o que acaba me deixando frustrada”.

E agora, o que fazer?

Para ajudar a leitora a lidar com essa situação, conversamos com especialistas no tema. Para Oswaldo Rodrigues Jr., psicólogo especialista em sexualidade, é importante compreender o histórico pelo qual essa mulher passou. Ao ver a traição dentro de casa, aprendeu que essa seria uma regra nos relacionamentos. “Aparentemente, ela repetiu o que viu em casa, na infância”, fala.

Ele também fala que se deve procurar entender se junto às traições existiam outras regras no relacionamento dos pais. “A mãe demonstrava não gostar de sexo? Talvez demonstrar que deveria ser submissa e apenas consentir que o pai tivesse relacionamentos externos? Mesmo que ela reclamasse ainda demonstrava que deveria manter-se no casamento?”, questiona.

“Compreender se aprendemos regras que permitam o outro trair será um ponto necessário”, continua. Ele pontua que todos aprendemos com o mundo que nos cercou no passado e o desafio está justamente em romper com essas ideias que hoje são tão prejudiciais, como as traições que cercam essa mulher.

“Superar a traição implicará valorizar-se aprender a deixar no passado um relacionamento que não serviu”, diz. Ele também comenta que a maioria das pessoas precisa de ajuda psicoterapêutica para essa mudança de vida. Por isso, não hesite em procurar um profissional!

Como ter um orgasmo?

mulher na cama de calcinha

shutterstock Conhecer o próprio corpo, saber como gosta de ser estimulada e dividir isso com o parceiro durante a relação ajuda a sentir prazer

Em relação à dificuldade de sentir prazer e atingir o orgasmo, a fisioterapeuta pélvica e sexóloga Débora Pádua dá algumas dicas. “A primeira coisa é se permitir sentir as sensações que o corpo pode provocar”, comenta.

Depois, é hora de descobrir onde e como você gosta dos estímulos. Essas descobertas são muito importantes para entender como o prazer funciona. “As pessoas acham que o simples fato de entrar um pênis provoca um orgasmo. E não é bem assim. Com cada parceiro é de um jeito. Cada pessoa estimula de um jeito. Se você não está gostando, você precisa ensinar para o seu parceiro. Como você vai ensinar se você não sabe?”, diz.

É aí que entra a masturbação. Segundo ela, a forma mais fácil de uma mulher chegar ao orgasmo é pelo estímulo do clitóris. A dica é se tocar e perceber o que mais gosta. “Movimentos mais rápidos, mais lentos, mais pressão, menos pressão. É realmente uma descoberta”, pontua.

A profissional também fala que pode ajudar combinar penetração com estimulação clitoriana. “Muitas mulheres conseguem ter o orgasmo quando tem esse duplo estímulo dentro do canal vaginal e no clitóris”, conta.

Débora ainda sugere investir em brinquedos eróticos, que despertam novas sensações e ajudam na hora do sexo. “Se essa pessoa se permitir, provavelmente terá muitos orgasmos”, diz.

Outro ponto importante para conseguir atingir um orgasmo é comunicar ao outro como você se sente durante a relação, se está gostando ou não do estímulo.

Porém, sabemos que essa pode ser uma dificuldade encontrada por algumas mulheres. E esse nervosismo/ ansiedade pode atrapalhar o prazer.

“Se estivermos ansiosos, nervosos no contato a dois, isto impedirá o funcionamento sexual genital, mesmo quando já conhecemos o caminho”, pontua o psicólogo Oswaldo Rodrigues. Se tiver vergonha de falar, você pode usar a linguagem corporal a seu favor. O importante é cultivar uma relação confortável para que aos poucos se torne natural falar sobre isso.

Tem dúvidas sobre sexo, sexualidade, prazer ou histórias de traição? Faça como nossa leitora que enviou seu relato e entre em contato conosco pelo sexo@igcorp.com.br e nós trazemos um especialista para respondê-la com sigilo total!

 

 

 

 

 

IG

Sobre o autor

Redação

Redação

%d blogueiros gostam disto: