Siga nossa Redes
xvideos4.pro julia jerez de garcia salinas.
ngentot pagkantot sa magandang kapitbahay.
www.hotdesimovs.com blowjobs and pussy play.

Esportes

“Foi a maior corrida da história das Olimpíadas”, diz americano prata à frente de Alison dos Santos

Publicado

em

"Foi a maior corrida da história das Olimpíadas", diz americano prata à frente de Alison dos Santos

A maior corrida das Olimpíadas em todos os tempos. Foi assim que o americano Rai Benjamin classificou a final dos 400m com barreiras das Olimpíadas de Tóquio, na qual ficou com a medalha de prata (46s17). O ouro terminou com o norueguês Karsten Warholm (45s94, novo recorde mundial) e o bronze, com o brasileiro Alison dos Santos (46s72).

– Esta foi a maior prova de todas as Olimpíadas. Eu não acho que qualquer outra possa se comparar com o que aconteceu aqui. É inegável, foi insano – afirmou o americano de 24 anos.

Alison dos Santos leva o bronze nos 400m com barreira; Karsten Warholm (NOR) bate o recorde mundial – Olimpíadas de Tóquio

Para se ter uma noção, todos os três medalhistas foram mais rápidos do que o recorde mundial de Kevin Young, de 46s78, que durou das Olimpíadas de Barcelona 1992 até o dia 1º de julho passado, quando Warholm o reduziu para 46s70.

Não bastasse isso, Warholm, Benjamin e Alison teriam vencido, com seus tempos, todas as Olimpíadas e Campeonatos Mundiais já realizados até hoje.

– Karsten correu a prova em 45s94. É loucura pensar que nós três somos tão bons e em um mesmo período da história. Karsten destruiu o recorde mundial, e agora vamos atrás da marca que ele fez. Vamos entrar em uma outra estratosfera – afirmou Benjamin.

O brasileiro Alison dos Santos, o americano Rai Benjamin e o norueguês Karsten Warholm na incrível chagada dos 400m com barreiras nas olimpíadas de Tóquio 2020 — Foto:  Michael Steele / Getty Images

O brasileiro Alison dos Santos, o americano Rai Benjamin e o norueguês Karsten Warholm na incrível chagada dos 400m com barreiras nas olimpíadas de Tóquio 2020 — Foto: Michael Steele / Getty Images

Em um período de 20 meses, Alison melhorou sua marca pessoal de 48s35 para 46s72, ou seja, mais de 1s5. Por ainda ser jovem (21 anos), há expectativa de que possa chegar mais perto de Warhlom e do norte-americano.

– Foi incrível. Esses caras são muito fortes e puxaram o ritmo. Eu estou muito feliz por ter conseguido acompanhá-los ao longo de toda a prova – disse o brasileiro.

Alison dos Santos é bronze Olimpíadas de Tóquio — Foto: Abbie Parr/Getty Images

Alison dos Santos é bronze Olimpíadas de Tóquio — Foto: Abbie Parr/Getty Images

A final dos 400m com barreiras de Tóquio 2020(21) foi um evento que será lembrado por muitos anos pela excelência técnica e pelo salto que os três medalhistas deram.

– Foi um momento fenomenal – resumiu Benjamin.

– Essa corrida foi uma loucura, e me sinto honrado apenas por ter participado dela. Eu nunca imaginei, nem em meus sonhos mais malucos, que isso seria possível – concluiu Warholm.

Alison dos Santos vai ao chão para comemorar bronze nas Olimpíadas — Foto: Richard Heathcote/Getty Images

Alison dos Santos vai ao chão para comemorar bronze nas Olimpíadas — Foto: Richard Heathcote/Getty Images

.

.

.

Fontes: Ge – Globo Esporte.

mais lidas