Siga nossa Redes

saúde

Fiocruz aplica as primeiras doses da vacina de Oxford vinda da Índia

Redação SP

Publicado

em

Fiocruz aplica as primeiras doses da vacina de Oxford vinda da Índia

Estevão Portela e Margareth Dalcolmo foram os primeiros imunizados em cerimônia simbólica neste sábado (23). Fiocruz fez análise de segurança das doses e as liberou para o Ministério da Saúde.

A Fiocruz começou, neste sábado (23), as primeiras imunizações com a vacina da Oxford/AstraZeneca. Os primeiros vacinados foram o infectologista Estevão Portela e a pneumologista Margareth Dalcolmo.

A cerimônia ocorreu de forma simbólica, horas depois do desembarque de 2 milhões de doses da vacina Oxford/AstraZeneca no Rio.

O carregamento foi produzido no Instituto Serum, na Índia, e passou por um procedimento de análise de segurança na Fiocruz antes de ser liberado ao Ministério da Saúde, que vai distribuí-lo aos estados. até domingo (24).

Logo após ser vacinada, Dalcolmo disse que o país poderá celebrar — de verdade — quando tiver uma cobertura vacinal significativa.

“Pensei que vai chegar um dia que realmente poderemos comemorar. Hoje é um dia simbólico. Nós vamos comemorar de verdade quando tivermos 70% da população vacinada”, disse Dalcolmo.

A especialista aproveitou o momento para homenagear os profissionais da Saúde que “passam por momentos dificílimos” na linha de frente.

Ela repetiu que todas as vacinas aprovadas são seguras e estimulou a população a confiar na ciência.

“Qualquer movimento que desestimule a população ou as pessoas a não tomarem a vacina, que é a única solução capaz de interromper a cadeia de transmissão e controlar uma pandemia desta magnitude, está fazendo um desserviço, uma desumanidade. Algo injustificável. Considero os movimento anti vacina marginais e sem nenhuma possibilidade de defesa”, criticou.

Publicidade

mais lidas