Siga nossa Redes
xvideos4.pro julia jerez de garcia salinas.
ngentot pagkantot sa magandang kapitbahay.
www.hotdesimovs.com blowjobs and pussy play.

Esportes

FIA rejeita pedido da RBR de revisão a punição de Hamilton por colisão com Max

Publicado

em

FIA rejeita pedido da RBR de revisão a punição de Hamilton por colisão com Max

Após reunião virtual realizada nesta quinta-feira a pedido da RBR, a Federação Internacional de Automobilismo (FIA) negou o pedido de revisão de punição a Lewis Hamilton. A equipe austríaca entrou com o pedido junto à Federação por achar a penas de 10s, aplicada pela colisão com Max Verstappen no GP da Inglaterra, muito branda e por acreditar ter novos elementos a respeito do lance.

Segundo o site “Racefans”, a RBR teria apresentado diversas evidências para provar aos comissários que Hamilton entrou na curva Copse em uma trajetória e velocidade que tornaram a colisão inevitável. Para isso, a equipe recriou o lance em simuladores com os pilotos Alexander Albon e Sergio Pérez para provar que o piloto da Mercedes deveria ter freado muito antes a fim de realizar a curva sem colidir com o carro de Verstappen.

Contudo, enquanto os times tem a prerrogativa de pedir a revisão do lance caso descubram “novas evidências relacionadas ao lance em questão”, os comissários entenderam que o material apresentado pela RBR não se encaixa nesse requisito, já que não se trata nova evidência, pois foi um material “criado para apoiar a petição de revisão” e “criado com base em evidências que já estavam disponíveis para todos na hora da decisão.” Os comissários ressaltaram que as evidências apresentadas em apoio a um pedido de revisão devem ser “‘descobertas” (em vez de criadas)”.

O incidente entre Hamilton e Verstappen se deu na largada da prova. Ao tentar ultrapassar o holandês por fora, o piloto da Mercedes tocou na roda traseira direita do rival, que rodou na pista, bateu com força na barreira de proteção e abandonou. O heptacampeão foi punido com 10s, mas superou o prejuízo para conquistar sua oitava vitória “em casa”, a 99ª da carreira e a quarta em 2021.

As equipes divergem na interpretação do incidente. Enquanto Horner acusa Hamilton por “direção suja” e o consultor da RBR Helmut Marko chegou a cobrar sua desclassificação, Toto Wolff, chefe da Mercedes, negou a intencionalidade de seu piloto no lance e reprovou a rival pelas críticas que considerou “pessoais” ao heptacampeão.

Diretor técnico da equipe alemã, James Allison argumenta que a regra de ultrapassagem definiria que Hamilton, com a maior parte do carro ao lado de Verstappen na linha interna, não seria obrigado a ceder. Durante a corrida, o time procurou os comissários da prova para apresentar diagramas da regra, o que não agradou Horner e levou a FIA a proibir os encontros não solicitados previamente.

A vitória ajudou Hamilton a reduzir sua desvantagem sobre Verstappen na vice-liderança do campeonato de pilotos de 33 para oito pontos. No Mundial de Equipes, a RBR, que também não pontuou com Sergio Pérez, permanece na liderança, mas a diferença sobre a Mercedes foi de 44 para quatro pontos.

 

Info e horários do GP da Hungria — Foto: Infoesporte

Info e horários do GP da Hungria — Foto: Infoesporte

.

.

.

Fontes: Ge – Globo Esporte.

mais lidas