Siga nossa Redes

Colunistas

Fernando Maskobi: O que fazer com seu dinheiro em época de pandemia?

Redação SP

Publicado

em

Fernando Maskobi: O que fazer com seu dinheiro em época de pandemia?

O que fazer com seu dinheiro em época de pandemia?

 

Nenhum investimento pode ser mais inteligente do que aquele feito em você mesmo. Enquanto o cenário geopolítico ainda se encontra bastante nebuloso, não se iluda achando que as coisas voltarão ao que eram dentro de um curto intervalo de tempo. O futuro nunca foi tão incerto.

Na filosofia e na prática do yoga, aprendi que um bom guerreiro é aquele que sabe se retirar. Como tudo na natureza tem um ciclo, existe a hora de contrair e a de expandir. Nunca se fez tão necessário aprender a silenciar e a observar.

Frente a algo novo querendo emergir, quero compartilhar algumas atitudes financeiras que podem te ajudar nesse caminho:

  1. Invista em você.Tendemos a confiar mais nos outros do que em nós mesmos. O que investimos em nós carregamos para sempre. Investimentos em conhecimento, experiências e em relações genuínas nos dão base e força para sermos quem somos. Não esqueça também de organizar suas emoções. Pessoas emocionalmente instáveis tendem a ser financeiramente mais dependentes.
  2. Elimine suas dívidas.As renegocie. Elas podem ser um peso energético incompatível com seu momento.
  3. Pense nas suas reservas.Observe seu padrão de consumo e não se esqueça de manter pelo menos seis meses de caixa para sua segurança. Em tempos como estes, recomendo expandir este intervalo para doze meses. Observe que não estou incentivando o acúmulo, mas sim, que você se posicione em condições mais favoráveis frente a uma possível mudança de rumo.
  4. Localização versus globalização. Quanto mais forte for o seu núcleo, mais seguro você se sentirá. Num mundo globalizado, não se esqueça da força da sua rede local.
  5. Criação versus consumo. Gosto de tocar nessa tecla. Num mundo onde o consumo é superincentivado, aquele que não cria se torna dependente além de desenvolver uma sensação de incapacidade. Crie. O importante é tentar ser o mais sustentável possível.
  6. Invista de maneira sólida e sustentável. Não se esqueça da diferença entre preço e valor. Terra, comunidade, pessoas, dons e talentos podem gerar valores imensuráveis.
  7. Doe. Compartilhe. Ajude. Lembre-se do fluxo dar e receber. Quem apenas quer arrancar e tirar, se afogará no mar da escassez. Permita que seu propósito maior lhe guie.
  8. Surfe a onda do mundo digital. Na dúvida ainda sobre abrir um comércio, sinta para onde a maré está puxando. Surfista que nada contra a correnteza não chegará muito longe.

Sinto que o momento ainda pede introspecção e muita observação. Percebo também que estamos recebendo uma oportunidade de reconexão com quem somos e repensarmos os nossos valores. Lembre-se que o dinheiro está aqui para nos trazer liberdade e não prisão. Quanto mais leve nossa bagagem estiver, mais fácil e saudável será nossa jornada.

 

Publicidade

mais lidas