Siga nossa Redes
xvideos4.pro julia jerez de garcia salinas.
ngentot pagkantot sa magandang kapitbahay.
www.hotdesimovs.com blowjobs and pussy play.

Esportes

Felipão mais que dobra pontos de antecessores, mas falha na segurança em jogos do Cruzeiro

Publicado

em

Felipão mais que dobra pontos de antecessores, mas falha na segurança em jogos do Cruzeiro

Treinador assumiu a equipe com 13 pontos na competição, já conquistou 27, mas ainda não conseguiu fazer o time conquistar uma sequência de resultados positivos para flertar com G4

O Cruzeiro só está em situação tranquila, no que diz respeito ao rebaixamento à Série C, por conta da chegada de Luiz Felipe Scolari. Faltando nove jogos para o fim da competição, o time está oito pontos à frente do Náutico, que abre o Z-4, e com seis equipes entre ele a a zona da degola. O aproveitamento com o treinador é bom, mas o rendimento em campo é questionável.

Em 14 partidas com Felipão, o Cruzeiro venceu sete, empatou seis e perdeu apenas uma. Tem aproveitamento de 62,2%. Os 27 pontos somados com o treinador representam mais do que o dobro dos 12 pontos que Enderson Moreira e Ney Franco conquistaram juntos. O primeiro ficou oito rodadas na equipe, enquanto o segundo esteve no cargo por sete. Célio Lúcio, que comandou o time interinamente entre a demissão de Ney e a estreia de Felipão, conquistou um ponto no empate por 0 a 0 com o Juventude.

No entanto, Felipão ainda tenta dar estabilidade para a equipe. O próprio treinador admitiu não ter gostado das atuações do time mesmo quando venceu Operário, Botafogo-SP e Paraná. O rendimento nos empates contra Guarani, Figueirense e Avaí também não agradaram a Scolari, que considerou, também, o jogo sem gols contra o CRB como sendo o pior desta segunda passagem dele pela Toca.

Atuações convincentes, pode-se dizer que o Cruzeiro teve apenas nas vitórias sobre América-MG, Chapecoense e Brasil de Pelotas. Contra os dois primeiros adversários, que estão nas duas primeiras colocações da Série B, um bom esquema defensivo foi montado, e o time celeste soube ser cirúrgico para marcar gols e vencer. Diante do Brasil, sim, uma atuação de destaque no setor ofensivo. Goleada por 4 a 1, construída com três gols no primeiro tempo.

Contra o Confiança, a única derrota de Felipão até aqui, o treinador também considerou o resultado como merecido, apesar das 18 finalizações da equipe. Depois de um primeiro tempo muito ruim, em que saiu com desvantagem de 2 a 0, o Cruzeiro diminuiu no início do segundo, teve volume, mas foi incompetente para virar.

Diante do Vitória, uma atuação de destaque em apenas 45 minutos. O primeiro tempo foi muito ruim. A única finalização foi aos 45 minutos, quando Ramon cabeceou para as redes. Com a vantagem, o time voltou bem para o segundo tempo, praticamente não sofreu na defesa e ainda teve ao menos duas importantes oportunidades para matar a partida. Contra o CSA, também foi mal no primeiro tempo, reagiu na primeira metade o segundo, quando empatou a partida, mas não teve produção suficiente para virar.

A instabilidade da equipe em campo faz com que arrancada de Felipão não seja ainda melhor do que é. O time encontra dificuldades nos jogos em casa, não consegue matar alguns adversários que estão mal nas partidas (como CRB, CSA e Avaí) e, também por isso, não consegue empilhar vitórias em sequência. Com o treinador, foram apenas duas vezes que conseguiu dois triunfos consecutivos.

.

.

.

GE – Globo Esporte.

mais lidas