Siga nossa Redes

Cidades

Família de paciente com leucemia organiza caravana para cadastro de doadores de medula óssea: ‘Não podemos esperar’

Dia a Dia

Publicado

em

Família de paciente com leucemia organiza caravana para cadastro de doadores de medula óssea: 'Não podemos esperar'

Ônibus gratuito sairá de Sorocaba (SP) com destino ao hemonúcleo de São Paulo. MP entrou com ação pedindo atendimento de voluntários sob pena de multa diária de R$ 100 mil .

Uma caravana solidária está sendo organizada para que voluntários viajem de Sorocaba a São Paulo (SP) para fazer o cadastro de doação de medula óssea para um administrador de empresas que está com leucemia.A iniciativa começou após a família saber que existe um limite de cotas para novos cadastros no Hemonúcleo de Sorocaba de 2,4 mil por ano.

O administrador de empresas Thiago Wilfer, de 34 anos, está à procura de um doador compatível desde junho deste ano. Segundo a esposa Marina Wilfer, ele tem menos de dois meses para conseguir o transplante e se curar da doença.

“Não temos tempo, não podemos esperar que as cotas em Sorocaba sejam liberadas. É uma corrida contra o tempo”, afirma Marina.

O ônibus gratuito com mais de 40 vagas que levará voluntários ao hemonúcleo de São Paulo sairá de um hipermercado localizado na Rua Maria Cinto de Biagi, nº 164, no Jardim Santa Rosália, às 6h30 deste sábado (25). O estacionamento para os voluntários será gratuito, segundo Marina.

Os interessados devem entrar em contato com ela pelas redes sociais,por meio de mensagem privada, informando nome, telefone, número do RG e, se for utilizar o estacionamento, a placa do veículo.

Marina ainda afirmou ao G1 que um segundo ônibus com saída de Sorocaba às 10h30 está sendo negociado.

Hemonúcleo de Sorocaba tem limite de 2,4 mil novos cadastros por ano (Foto: Bartolomeu Monteiro/Google Street View/Divulgação)

Hemonúcleo de Sorocaba tem limite de 2,4 mil novos cadastros por ano (Foto: Bartolomeu Monteiro/Google Street View/Divulgação)

Moradores de Mairinque (SP) também organizaram uma caravana com dois ônibus de 44 lugares com destino ao hemonúcleo de Campinas (SP). Os veículos vão sair de frente da prefeitura da cidade, localizada na Avenida Francisco A. Pinto Oliveira, nº 25 às 7h do sábado (25).

Os interessados devem entrar em contato com Geovani Fernandes por meio do número (11) 94518-0220. O transporte será gratuito e ainda há vagas disponíveis.

Thiago e a esposa fazem campanha em redes sociais para encontrar doador de medula óssea  (Foto: Arquivo Pessoal)

Thiago e a esposa fazem campanha em redes sociais para encontrar doador de medula óssea (Foto: Arquivo Pessoal)

Limite de cadastros

A iniciativa da caravana surgiu após moradores usarem as redes sociais para reclamar que não conseguem fazer o cadastro no Hemonúcleo de Sorocaba. A informação divulgada por diversas pessoas era que poderiam ser inscritos 10 voluntários por dia.

A empresária Ioli Camargo foi uma das pessoas que conseguiu se cadastrar. “Assim fica difícil a pessoa que precisa de doador ter esperança de se curar… Confesso que fiquei frustrada”, afirma.

De acordo com o Ministério da Saúde, após um planejamento entregue pela Secretaria Estadual de Saúde, foram liberadas 71,2 mil cotas a todo o Estado. Atualmente, o hemonúcleo de Sorocaba tem 2,4 mil cotas por ano, média de 200 por mês.

Marina Wilfer publicou no Facebook sobre a negativa de novos doadores em Sorocaba (Foto: Facebook/Reprodução)

Marina Wilfer publicou no Facebook sobre a negativa de novos doadores em Sorocaba (Foto: Facebook/Reprodução)

Diante da repercussão do caso, o Ministério Público (MP) entrou com uma ação na Justiça pedindo que todos os voluntários sejam atendidos e façam o cadastro, caso contrário a Colsam seria multada em R$ 100 mil por dia.

No pedido feito pelo MP, a promotora Cristina Palma questiona ao afirmar que “analisando a distribuição realizada pela Secretaria e Saúde para o estado de São Paulo, cidades de porte semelhante à Sorocaba contam com um número muito maior de coletas, como exemplo: Ribeirão Preto está autorizada a realizar 1.200 coletas por mês e 26.270 cadastros, enquanto que Sorocaba, através da COLSAN, somente pode realizar 200, que as encaminha para Campinas onde são realizados até 19.200 cadastros”.

A Procuradoria Geral do Estado e a Secretaria Estadual de Saúde informaram ao G1 que não foram notificadas da ação.

Em cinco meses de tratamento, entre 2016 e 2017, Thiago emagreceu mais de 10 quilos - Sorocaba  (Foto: Arquivo Pessoal)

Em cinco meses de tratamento, entre 2016 e 2017, Thiago emagreceu mais de 10 quilos – Sorocaba (Foto: Arquivo Pessoal)

Diagnóstico

Thiago descobriu a doença em janeiro de 2017 e, desde então, luta para viver. “Ao receber a notícia [doença] você fica desesperado, acha que vai morrer a qualquer instante e pensa: ‘Perdi’”, diz o administrador.

De acordo com o Instituto Nacional de Câncer (Inca), a probabilidade de um paciente encontrar um doador compatível de medula óssea depende do grau de diversidade genética da população, ou seja, do grau de miscigenação. No Brasil, a chance é de uma para 100 mil, podendo chegar de uma em 1 milhão

“Nunca imaginei passar por uma situação dessa. É uma dor inexplicável e uma corrida contra o tempo que abala muito”, lamenta Thiago.

Para se tornar um doador de medula óssea é necessário:

  • Ter entre 18 e 55 anos de idade;
  • Estar em bom estado geral de saúde;
  • Não ter doença infecciosa ou incapacitante;
  • Não apresentar doença neoplásica (câncer), hematológica (do sangue) ou do sistema imunológico;
  • Algumas complicações de saúde não são impeditivas para doação, sendo analisado caso a caso.

mais lidas