Siga nossa Redes

Esportes

Falta de reforços e lesões aumentam preocupação de Abel com o ataque do Palmeiras

Redação SP

Publicado

em

Equipe estreia na Libertadores nesta quarta-feira com poucas opções para o setor

Antes mesmo do início da temporada, o técnico Abel Ferreira deixou claro que queria pelo menos dois reforços para o ataque do Palmeiras: um centroavante e um jogador para atuar pelos lados.

Nesta quarta, o time estreia na Libertadores, contra o Universitário, no Peru, com o setor em uma situação ainda mais preocupante para o português: sem contratações e sofrendo com as lesões.

Elenco do Palmeiras na Academia de Futebol — Foto: Cesar Greco / Ag. Palmeiras

Elenco do Palmeiras na Academia de Futebol — Foto: Cesar Greco / Ag. Palmeiras

O Palmeiras tentou até o último momento fechar com o argentino Valentín Castellanos, do NY City, a tempo de inscrevê-lo na Libertadores, mas não conseguiu. Mesmo assim, segue negociando com o atleta para as outras competições e para a próxima fase do torneio continental.

Com isso, Abel Ferreira não terá o centroavante para ser opção que tanto deseja a Luiz Adriano. Além de Willian, que pode jogar improvisado na função, garotos como Newton, Gabriel Silva e Rafael Elias são alternativas.

E se o treinador já via o ataque com poucas peças, isso ficou ainda mais complicado para ele na última semana, com as lesões de Gabriel Veron e Breno Lopes, duas opções de velocidade.

O primeiro machucou a coxa novamente e ficará até dois meses fora – perderá toda a primeira fase da Libertadores. Já Breno teve uma lesão no joelho e desfalcará o Verdão entre três e quatro semanas, o que vai tirá-lo dos quatro ou cinco primeiros jogos da competição.

Dessa forma, Abel terá poucas opções de atacantes que atuam pelos lados para a Libertadores enquanto a dupla não retorna. Além dos titulares Rony e Wesley, os disponíveis são todos garotos, que foram inscritos na competição. Outros nomes, como Willian e Gustavo Scarpa, também podem fazer a função, com características diferentes.

O Palmeiras também tentou a contratação de Ademir, do América-MG, mas chegou ao seu limite nas conversas sem ter sucesso. O clube acredita que o Coelho ainda pode voltar atrás e retomar a negociação.

A diretoria tem encontrado dificuldades para reforçar a equipe sobretudo por conta da precaução com a parte financeira do clube. O Palmeiras avalia que 2021 será um ano até mais complicado do que 2020 por conta do impacto da pandemia nas finanças.

Abel Ferreira no treino do Palmeiras: técnico quer reforços — Foto: Cesar Greco/Ag Palmeiras

Abel Ferreira no treino do Palmeiras: técnico quer reforços — Foto: Cesar Greco/Ag Palmeiras

.

.

.

Fonte: GE – Globo Esporte.

Publicidade
Publicidade

mais lidas