Siga nossa Redes
xvideos4.pro julia jerez de garcia salinas.
ngentot pagkantot sa magandang kapitbahay.
www.hotdesimovs.com blowjobs and pussy play.

Polícia

Escola municipal na Zona Norte de SP é invadida 4 vezes em uma semana; merenda, torneira e porta de armário são furtados

Publicado

em

Escola municipal na Zona Norte de SP é invadida 4 vezes em uma semana; merenda, torneira e porta de armário são furtados

A Escola Municipal de Educação Infantil (EMEI) Manoel Preto, localizada na Freguesia do Ó, Zona Norte de São Paulo, foi invadida e furtada quatro vezes na última semana.

Segundo funcionários, o caso mais recente ocorreu no domingo (19), quando os criminosos levaram portas de armários de alumínio, torneiras da cozinha e parte dos alimentos que seriam utilizados nas refeições das crianças, como carnes, queijos e iogurtes.

Por conta dos saques, a secretaria municipal da Educação suspendeu as aulas presenciais até que a perícia seja concluída e os reparos sejam feitos na unidade.

Em nota, a pasta afirma que as atividades no espaço devem retornar nesta quarta (22). O texto também afirma o caso foi registrado no 28º DP.

“Reparos estão sendo realizados no sistema hidráulico para que as aulas retornem na quarta-feira (22). Além de dano a rede hidráulica, foram furtados portas de alumínio dos armários, fios do portão elétrico e notebooks.”

Criminosos arrombaram portas de salas de aula e levaram torneiras da cozinha da EMEI Manoel Preto, na Zona Norte de SP — Foto: Reprodução/Gestão Escolar EMEI Manoel Preto
Criminosos arrombaram portas de salas de aula e levaram torneiras da cozinha da EMEI Manoel Preto, na Zona Norte de SP — Foto: Reprodução/Gestão Escolar EMEI Manoel Preto

“Hoje, infelizmente, nossas atividades foram suspensas, pois furtaram a escola novamente”, relatou a Gestão Escolar da unidade em comunicado enviado aos pais nesta segunda-feira (20).

“Na semana passada, entraram três dias. Arrombaram salas e levaram as portas dos armários, além de danificar o patrimônio público e abalar o estado emocional do corpo de funcionários e das crianças”, dizia a mensagem.

Ainda de acordo com profissionais que atuam na instituição, o furto ocorreu durante o dia e os envolvidos fizeram duas viagens para transportar todos os itens furtados.

A moça, que preferiu não se identificar, conta que mesmo após a primeira invasão, na semana anterior, e a escola ficando a cerca de 250m de uma base da Polícia Militar, não houve um reforço no policiamento das redondezas.

A funcionária diz que ela e seus colegas têm se sentido inseguros para ir trabalhar, uma vez que temem encontrar com os criminosos, já que alguns dos furtos ocorreram no começo da manhã, perto do horário de abertura da escola.

.

.

.

.

G1

mais lidas