Siga nossa Redes

Cidades

Enteado procurou a polícia após matar vereador com golpes de facão, diz delegado

Dia a Dia

Publicado

em

Enteado procurou a polícia após matar vereador com golpes de facão, diz delegado

De acordo com a polícia, vereador de União Paulista (SP) Júlio César Rondão discutia com a mulher quando pegou uma faca e foi atacado por adolescente de 17 anos.

O delegado de União Paulista (SP), que vai investigar o assassinato do vereador Júlio César Rondão, diz que o caso foi registrado como homicídio qualificado por utilização de meio cruel. A vítima levou cinco facadas e o suspeito é o enteado, de 17 anos, que procurou a polícia e relatou o crime, informou o delegado Alexandre Del Nero Aridi.

O crime foi no domingo (19), após uma discussão de Júlio com a mulher, mãe do garoto, no sítio onde a família mora.

“A vítima estava alcoolizada, passou a ameaçar a esposa e até pegou uma faca. Nesse momento, o menor pegou um facão e deu cinco golpes na vítima”, afirma o delegado.

Os golpes atingiram o braço, a mão, o rosto duas vezes e a cabeça. A vítima morreu na hora.

“Era uma família, onde o casal tem um filho de 8 anos e a mulher tem um filho de outro relacionamento, que é o menor infrator. Ele de vontade própria largou o facão, pegou o carro e foi até a Polícia Militar, narrando o ocorrido. Ele foi detido e foi feita a perícia”, diz.

O jovem está apreendido em uma cela na delegacia de União Paulista e passou por uma audiência de custódia, onde o promotor da Infância e Juventude pediu a internação preventiva do menor. A Justiça vai analisar a solicitação. O delegado descarta, em primeiro momento, legítima defesa.

“Vamos repassar a avaliação do caso para a Justiça. Descartamos legítima defesa por causa da gravidade dos ferimentos causados na vítima”, diz.

O corpo do vereador foi velado na Câmara de União Paulista e enterrado nesta segunda-feira (20).

Fazenda onde a família morava e aconteceu a discussão em União Paulista (Foto: Reprodução/TV TEM)

Fazenda onde a família morava e aconteceu a discussão em União Paulista (Foto: Reprodução/TV TEM)

mais lidas