Destaque Principal Mundo

Enfermeira é acusada de injetar morfina em bebês prematuros

Redação
Escrito por Redação

Polícia encontrou uma seringa com leite materno e vestígios da droga no armário da mulher no hospital

Uma enfermeira suspeita de injetar morfina em bebês prematuros foi detida pela polícia durante a última quarta-feira (29), na cidade de Ulm, na Alemanha . Apesar dos riscos aos quais foram submetidas, as crianças sobreviveram e não devem apresentar problemas no futuro.

Cinco  bebês que dividiam o mesmo quarto começaram a desenvolver problemas de respiração, praticamente ao mesmo tempo, no dia 20 de dezembro.

O Hospital Universitário de Ulm, onde a acusada trabalha, notificou a polícia no dia 17 de janeiro, quando já haviam controlado a situação de saúde dos bebês , mas não conseguiam entender como o organismo das crianças havia sido infectado pela morfina .

“As cinco vidas puderam ser salvas apenas por causa da ação imediata tomada pela equipe “, disso o chefe de polícia Bernhard Weber.

Tentativa de homicídio

Durante as investigações, os policias fizeram buscas no armário da enfermeira no hospital e encontraram uma seringa com leite materno e vestígios de morfina . Ele deve responder por tentativa de homicídio e dano corporal grave .

“O teste confirmou a terrível suspeita de que a seringa continha morfina. Ela agiu com premeditação e sabia que os bebês poderiam morrer”, afirmou o promotor Christof Lehr.

 

 

 

 

Sobre o autor

Redação

Redação

%d blogueiros gostam disto: