Siga nossa Redes
xvideos4.pro julia jerez de garcia salinas.
ngentot pagkantot sa magandang kapitbahay.
www.hotdesimovs.com blowjobs and pussy play.

Polícia

Empresário é detido suspeito de fazer ‘gato’ de energia elétrica em Birigui

Publicado

em

Empresário é detido suspeito de fazer 'gato' de energia elétrica em Birigui

Ele pagou fiança de R$ 5 mil e vai responder em liberdade. Ação foi feita em desdobramento da operação Gato de Botas.

Um empresário de Birigui (SP), que atua no comércio de calçados, foi preso em flagrante nesta terça-feira (1º) suspeito de furtar energia elétrica.

A prisão é um desdobramento da operação Gato de Botas 2, iniciada na semana passada na região de Araçatuba (SP) para combater o furto de energia, os chamados “gatos”. Nesta segunda-feira (31), um pecuarista já tinha sido preso.

Segundo as investigações, a polícia descobriu uma ligação direta do poste de energia para a loja do empresário, localizada no centro de Birigui. Ele vai responder por furto qualificado. O advogado de defesa disse que o cliente pagou fiança de R$ 5 mil e já foi solto.

Dos 67 presos em flagrante, apenas três eletricistas, suspeitos de operar o esquema nas regiões de Araçatuba e Bauru (SP), permanecem na cadeia.

O caso

A Polícia Civil fez na semana passada uma operação na região de Araçatuba contra o furto de energia elétrica. Na operação, eles vistoriaram casas e lojas em busca desse furto de energia. A operação se chama Gato de Botas. A operação foi concentrada em Birigui, mas também atingiu outras cidades do interior de São Paulo.

A operação mostrou que o esquema era comandado por eletricistas das regiões de Araçatuba e Bauru. Ao todo, 50 pessoas foram presas.

Segundo a polícia, três pessoas de uma mesma família foram presas temporariamente em Birigui: dois eletricistas e uma mulher, que, de acordo com a polícia, era quem administrava o negócio. Um outro eletricista foi preso em Lins (SP).

As investigações apontaram que ele cobrava cerca de R$ 80 por serviço e faturava R$ 7 mil por mês. Com ele foram apreendidos R$ 211 mil em dinheiro.

Os chefes do esquema foram presos temporariamente por cinco dias, mas a polícia vai pedir na Justiça que eles fiquem mais tempo na cadeia.

Policial fiscaliza caixa de energia em casa na região de Birigui (Foto: Reprodução/TV TEM)

Policial fiscaliza caixa de energia em casa na região de Birigui (Foto: Reprodução/TV TEM)

mais lidas