Política

Em Santos, candidatos apoiados por Doria e Bolsonaro empatam

Redação SP
Escrito por Redação SP

Governador de São Paulo e Presidente da República medem forças na maior cidade da Baixada Santista.

Candidatos de Bolsonaro e Doria estão em disputa pela prefeitura de Santos. Pesquisa diz que 45% dos eleitores votariam em candidato apoiado pelo presidente da República; 55% não votam em candidato apoiado por Doria.

Em Santos, a disputa eleitoral acirra entre os candidatos Rogério Santos (PSDB), apoiado pelo governador João Doria (PSDB), e Ivan Sartori (PSD), apoiado pelo presidente Jair Bolsonaro (sem partido). A pesquisa do Instituto Intelligence aponta um empate entre eles. Os dois aparecem no primeiro lugar com 17%. O candidato Banha chega a 11% e Vicente Cascione a 8%.

A pesquisa mostra um crescimento de 6% na preferência do eleitor por Sartori, que na anterior tinha 11%. Rogério Santos cresceu 5% em relação ao levantamento anterior. A margem de erro da pesquisa é de 4 pontos percentuais e a confiança é de 95%.

O Instituto Intelligence ouviu 600 eleitores nos dias 16 e 17 últimos, na faixa etária de 16 a 60 anos, em várias regiões da cidade. Na pesquisa, o candidato Douglas Martins (PT) foi indicado por 4% dos entrevistados. Márcio Aurélio (PDT), João Villela (Novo), Guilherme Prado (PSOL), Bayard (PTB) e Tanah Correa (Cidadania) ficaram com 2% cada.

Os candidatos Marcelo Coelho (PRTB), Moysés Fernandes (PV), Carlos Paz (Avante), Luiz Xavier (PSTU), Delegado Romano (DC) e Thiago Andrade (PCdoB) atingiram 1%. O levantamento ainda aponta que 12% dos eleitores disseram que vão anular o voto ou votar em branco enquanto 15% não responderam ou não sabem.

O instituto quis saber que avaliação o eleitor faz da gestão do prefeito de Santos. Para 10%, a gestão do prefeito é ótimo; para 19%, bom. Regular foi a escolha de 21%. Para 20%, a gestão é ruim e 11% disseram ser péssima. 19% não souberam ou não responderam.

A gestão do governador João Doria é vista como ótima para 10%, bom para 18% regular para 20%, ruim para 20% e péssima para 11% e 18% não souberam ou não responderam.

Na mesma pesquisa, o governo do presidente Jair Bolsonaro foi considerado ótimo para 20%, bom para 25%, regular para 19%. Dos eleitores ouvidos, 11%, disseram que o governo é ruim e 10% avaliam como péssimo. Não souberam ou não responderam 15%.

O levantamento também apurou a importância da indicação ou apoio que os candidatos recebem. Quando foi perguntado se o eleitor votaria num candidato apoiado pelo prefeito Paulo Alexandre Barbosa, 24% disseram que sim, 8% disseram que talvez, 42% disseram não votar e 26% não souberam ou não responderam.

Perguntados se votariam num candidato apoiado pelo governador João Doria, 25% disseram que sim, 10% talvez, 55% disseram que não votariam e 10% não souberam ou não responderam.

Pelo levantamento, 45% dos eleitores disseram que votariam num candidato apoiado pelo presidente Bolsonaro. Dos entrevistados, 30% não votariam e outros 15% disseram que talvez. Desses eleitores ouvidos, 10% não responderam ou não sabem.

REJEIÇÃO – A pesquisa também aponta o candidato Banha com rejeição de 26%. Em seguida, aparece o candidato Rogério Santos, com 25%, seguido por Ivan Sartori, que entre os principais candidatos é o que tem menor rejeição, com 16%. Douglas Martins tem 17%, seguido de Vicente Cascione, com 18%.

O levantamento mostra Carlos Paz com 1%, Marcelo Coelho, Moysés Fernandes e Delegado Romano com 2%. Tanah Correa e Márcio Aurélio 3%, João Villela e Bayard 4%, Guilherme Prado 5%. O candidato Thiago Andrade 6% e Luiz Xavier 7% de rejeição.

 

A pesquisa foi registrada junto ao TRE-SP sob o número SP 02552/2020, conforme estabelece a legislação.

Sobre o autor

Redação SP

Redação SP

%d blogueiros gostam disto: