Siga nossa Redes
xvideos4.pro julia jerez de garcia salinas.
ngentot pagkantot sa magandang kapitbahay.
www.hotdesimovs.com blowjobs and pussy play.

Sem categoria

Em dia de manifestação contra governo, Bolsonaro lembra participação brasileira na 2ª Guerra

Publicado

em

Em dia de manifestação contra governo, Bolsonaro lembra participação brasileira na 2ª Guerra

Mensagem foi publicada em meio a críticas a medidas consideradas autoritárias, como a mudança nos boletins do coronavírus, e a atritos do presidente com outros poderes.

O presidente Jair Bolsonaro lembrou neste domingo (7), por meio de uma rede social, a participação de militares brasileiros na 2ª Guerra Mundial. Na mensagem, Bolsonaro diz que as tropas brasileiras, “compostas de negros, brancos e mestiços vivendo de forma harmônica e integrada”, ajudou a derrotar “o nazismo e o fascismo.”

A manifestação do presidente ocorre no dia em que são registrados protestos contra seu governo e em defesa da democracia, e em meio a críticas a medidas consideradas autoritárias, como a mudança nos boletins sobre o coronavírus, que passaram a ser divulgados apenas por volta das 22h e não trazem mais os números consolidados de contágio e de mortes provocadas pela covid-19 no país.

Manifestantes se concentram em Brasília

O presidente também vem sendo criticado por participar de manifestações a favor de seu governo e em defesa de medidas inconstitucionais e antidemocráticas, como o fechamento do Congresso, o fechamento do Supremo Tribunal Federal (STF) e uma intervenção militar.

“25 mil brasileiros foram à 2ª Guerra e garantiram a nossa liberdade e Democracia. Na Itália, para surpresa de outros Exércitos, viram a nossa tropa composta de negros, brancos e mestiços vivendo de forma harmônica e integrada. A COBRA FUMOU e derrotamos o NAZISMO e o FASCISMO”, disse o presidente na mensagem.

Protesto contra o governo

Manifestantes contra o presidente Jair Bolsonaro (sem partido), contra o racismo e o fascismo e favoráveis à democracia protestaram em Brasília, na manhã deste domingo (7). O grupo se reuniu na Biblioteca Nacional, por volta das 9h e desceu a Esplanada dos Ministérios.

Eles seguiram até a Alameda das Bandeiras, onde a Polícia Militar do Distrito Federal montou um bloqueio para impedir o encontro com um segundo grupo, pró-Bolsonaro. Defensores do governo permanecem acampados próximo à Praça dos Três Poderes e têm feito manifestações semanais, aos domingos.

A PM acompanhou o ato. No gramado em frente ao Congresso Nacional, os militares fizeram um cordão de isolamento para separar os manifestantes.

Manifestantes fazem ato contra Bolsonaro, a  favor da democracia e contra o racismo, na Esplanada, em Brasília, neste domingo (7) — Foto: Afonso Ferreira/G1

Manifestantes fazem ato contra Bolsonaro, a favor da democracia e contra o racismo, na Esplanada, em Brasília, neste domingo (7) — Foto: Afonso Ferreira/G1

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Via G1

mais lidas