Siga nossa Redes
xvideos4.pro julia jerez de garcia salinas.
ngentot pagkantot sa magandang kapitbahay.
www.hotdesimovs.com blowjobs and pussy play.

Sem categoria

Em despedida do MEC, Weintraub posta vídeo dobrando bandeira do Brasil

Publicado

em

Em despedida do MEC, Weintraub posta vídeo dobrando bandeira do Brasil

Na postagem, o ex-ministro afirma que esse é “o último ato antes de sair do MEC”

Abraham Weintraub, ex-ministro da Educação, publicou um vídeo no Twitter dobrando a bandeira do Brasil junto com seu irmão, Arthur Weintraub, que também é assessor especial do presidente Jair Bolsonaro. Na postagem, Weintraub diz que é o seu “último ato antes de sair do MEC”.

“Nossa Bandeira é a LIBERDADE! E NUNCA será vermelha! Todo apoio ao Presidente, escreveu na mensagem.

Weintraub voltou aos holofotes na manhã do sábado (20), quando o seu irmão publicou em uma rede social que o ex-ministro já estava nos Estados Unidos.

A viagem foi feita por meio de avião comercial e em classe econômica. Apesar de ter anunciado a saída do Ministério da Educação, ele ainda continuava como ministro e acessou o país estrangeiro se apresentando como chefe da pasta no Brasil.

Como ministro de Estado, Weintraub tem direito a passaporte diplomático. Ontem mesmo, no entanto, depois de desembarcar nos EUA, Weintraub foi exonerado do cargo de chefe do Ministério da Educação. O ato foi publicado no Diário Oficial da União, em edição extra, assinado por Bolsonaro.

O  cargo prometido a Weintraub é o de Diretor Executivo no Banco Mundial. Segundo a assessoria do Banco, Diretores Executivos são os representantes dos 189 países membros no Conselho de Diretores do Banco Mundial e são indicados ou eleitos pelos acionistas.

Confira a nota na íntegra

“O Banco Mundial recebeu uma comunicação oficial das autoridades brasileiras que indica o Sr. Abraham Weintraub para Diretor Executivo representando o Brasil e demais países do seu grupo (constituency) no Conselho de Diretores Executivos do Grupo Banco Mundial. Se eleito pelo seu constituency, ele cumprirá o restante do atual mandato que termina em 31 de outubro de 2020, quando será necessária uma nova nomeação e nova eleição. Diretores Executivos não são funcionários do Banco Mundial, mas representantes dos nossos 189 acionistas.”

 

 

 

 

 

 

 

 

 

IG

mais lidas