Siga nossa Redes

Sem categoria

Em almoço com Bolsonaro, militares fazem balanço de ações em 2020

Redação

Publicado

em

Em almoço com Bolsonaro, militares fazem balanço de ações em 2020

Presidente agradeceu atuação dos militares durante a pandemia

O presidente Jair Bolsonaro participou nesta quarta-feira (9) do tradicional almoço de fim de ano com oficiais-generais das Forças Armadas, no Clube da Aeronáutica, em Brasília. Durante o evento, ele disse que quer entregar, no futuro, um país melhor do que aquele que recebeu quando tomou posse, no início do ano passado.Em almoço com Bolsonaro, militares fazem balanço de ações em 2020Em almoço com Bolsonaro, militares fazem balanço de ações em 2020

“Queremos, no futuro, entregar a quem vier me substituir, um país melhor que aquele recebemos no início do ano passado. Começamos nossa ação bastante tristes, com o problema de Brumadinho. Outros problemas tivemos, o último, a questão energia elétrica no estado do Amapá e quem, nos dois episódios, estava na frente para buscar melhora na dor dos nossos irmãos eram os militares. Isso nos orgulha”, disse Bolsonaro aos generais.

Durante o evento, o ministro da Defesa, Fernando Azevedo, agradeceu ao presidente, que, segundo ele, empenhou seu capital político para viabilizar importantes soluções na área, como por exemplo a reestruturação da carreira militar.

Azevedo acrescentou que os integrantes do Ministério da Defesa, da Marinha, do Exército e da Força Aérea Brasileira se empenharam com dedicação e profissionalismo. “Os militares se engajaram, alinharam-se a outras agências governamentais, compartilharam suas competências para ajudar o governo e a sociedade nas dificuldades e nas emergências que surgiram neste ano”, disse.

O ministro lembrou que neste ano a defesa constituiu comandados conjuntos para enfrentar a pandemia do coronavírus, levando apoio aos mais necessitados, incluindo centenas de comunidades ribeirinhas, quilombolas e indígenas.

“Ao mesmo tempo esforços foram empreendidos no combate aos ilícitos ambientais, na Operação Verde Brasil 2, na contenção dos incêndios no Pantanal, na garantia da votação e apuração das eleições municipais e no apoio à população do Amapá, na crises energéticas que atingiram aquele estado”, ressaltou.

 

.

.

.

Agência Brasil

Publicidade

mais lidas